Política

Tucano Aloysio Nunes declara apoio a Lula em 1º turno mesmo com Doria no páreo

13/05/2022 18h56
Cacique tucano que já foi ex-ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes declarou apoio a Lula nesta sexta-feira (13/5). Segundo o ex-senador, prioridade para as eleições deve ser a escolha "entre a civilização e a barbárie"
Tucano Aloysio Nunes declara apoio a Lula em 1º turno mesmo com Doria no páreo

O ex-senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) declarou, nesta sexta-feira, apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) direto no primeiro turno. A declaração, dada ao jornal O Estado de S. Paulo, chama atenção pelo fato de o partido ter um pré-candidato ao pleito, o ex-governador de São Paulo João Doria. A justificativa dada pelo cacique tucano é de que não se trata de uma rejeição, mas uma escolha “entre a civilização e a barbárie”.

“Só há duas vias abertas hoje, a via da manutenção do Bolsonaro ou a derrota dele. E quem tem condição de derrotá-lo é o Lula. Não há hesitação possível. Vou apoiá-lo no primeiro turno”, afirmou Aloysio.

“Eu estou me colocando diante de uma situação nacional dramática. Com mais quatro anos de Bolsonaro, o Brasil chafurda numa situação de corrosão democrática. Estamos diante da escolha entre a civilização e a barbárie", completou.

Sobre João Doria, que está na disputa, o ex-ministro das Relações Exteriores lembrou haver uma rejeição forte, inclusive dentro do partido. Apesar de considerar "injusto", ele não vê em Doria consistência para a disputa nacional.

“Existe uma rejeição muito forte a ele, que acho até injusta do ponto de vista administrativo, porque ele fez um bom governo, e [do ponto de vista] político, pois Doria foi um dos pouquíssimos tucanos que enfrentaram, de fato, Bolsonaro”, afirmou.

Terceira via

Para Nunes, o Brasil não "aguenta" um segundo mandato de Bolsonaro e uma terceira via não é viável porque não há nenhum nome competitivo capaz de enfrentar a polarização que já se estabeleceu. “É a quarta vez que o Ciro Gomes vai se candidatar. Ele não tem mais coelho da cartola para tirar. Os dois polos já estão dados”, disse o ex-ministro.

Aloysio Nunes já ocupou cargos no Executivo e no Legislativo pelo PSDB paulista e historicamente seu partido se posiciona como oponente ao PT. 

Autor: Tainá Andrade

Fonte: correiobraziliense.com.br