Política

Polícia conclui que Frederick Wassef foi vítima de tentativa de homicídio

26/09/2021 17h24
Frederick Wassef, advogado de Jair e Flávio Bolsonaro
Polícia conclui que Frederick Wassef foi vítima de tentativa de homicídio

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) concluiu que Frederick Wassef foi vítima de tentativa de homicídio no dia 21 de agosto, após se envolver em uma confusão com Adroaldo Juliani, acusado de tentar esfaquear o advogado da família Bolsonaro, no restaurante Chicago Prime, no Lago Sul.

De acordo com o relatório da investigação conduzida pelo delegado da 1ª Delegacia de Polícia, Sérgio Bautzer, comprovou-se através de testemunhas e das imagens de segurança do restaurante que Wassef tampouco assediou a esposa de Adroaldo, Márcia Juliani, o que teria sido a causa da tentativa de homicídio.

“As filmagens mostram com nitidez e clareza que a vítima Frederick Wassef não foi, e muito menos chegou perto do banheiro feminino ou de Márcia”, diz um trecho do relatório da PCDF.

Ainda segundo o relatório, teria sido Márcia quem teria agredido verbalmente Wassef por duas vezes. As imagens mostram ainda o momento que Adroaldo se aproxima do advogado da família Bolsonaro para se desculpar pelo comportamento da mulher. Em seguida, vai embora. 

Bautzer relata, então, o momento em que o autor da tentativa de homicídio retorna ao restaurante, em uma caminhonete Dodge Ram branca. Do interior do veículo, Adroaldo sai na direção de Wassef.

“O indiciado caminha até a mesa de Frederick Wassef e, após jogar o refrigerante da mesa no corpo da vítima , pega uma faca e desfere um golpe contra Frederick Wassef, que só não o atinge pois ele joga o corpo para trás, para evitar a estocada”, descreve o relatório policial. “ 

Adroaldo foi preso em flagrante e solto após audiência de custódia.

 

O relatório foi encaminhado ao Ministério Público do Distrito Federal e Território (MPDFT), que decide se aceita ou não a denúncia contra Adroaldo Juliani.  

Autor: Vanessa Lippelt

Fonte: congressoemfoco.uol.com.br