Polícia

Violência atinge 15,7% da população de Alagoas com mais de 18 anos, aponta levantamento

07/05/2021 22h15
Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) mostra que 377 mil pessoas sofreram violência psicológica, física ou sexual em 2019. Maioria das vítimas são mulheres.
Violência atinge 15,7% da população de Alagoas com mais de 18 anos, aponta levantamento

Adultos vítimas de violência psicológica, física ou sexual somam 15,7% da população com mais de 18 anos em Alagoas. A informação é da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), divulgada nesta sexta-feira (7) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O levantamento considera dados de 2019. Naquele ano, 377 mil pessoas maiores de idade foram submetidas a pelo menos um destes três tipos de violência e pelo menos 60 mil deixaram de realizar suas atividades habituais em decorrência da agressão sofrida.

No recorte por gênero, as mulheres (16,4%) foram mais afetadas que os homens (14,8%) no estado.

Considerando somente a população da capital, as vítimas da violência com mais de 18 anos são 123 mil pessoas. Nesse caso, os homens (16%) sofreram mais violência que as mulheres (15,5%).

 

Alagoas tem a menor proporção de violência sexual no país

 

O levantamento mostra ainda que, se observados apenas os números da violência sexual, Alagoas tem a menor proporção do país, atingindo 3,7% da população alagoana com mais de 18 anos. Foram 89 mil pessoas que sofreram violência sexual alguma vez na vida.

O percentual do estado é abaixo da média nacional e também da média para o Nordeste, 5,9% nos dois casos. O Maranhão (7,7%) foi o estado que registrou a maior proporção de vítimas dessa violência.

Também as mulheres foram a maioria das vítimas de violência sexual em Alagoas, 4,8%. Já entre os homens, esse tipo de violência atingiu apenas 2,4%. Mas há diferenças entre as faixas etárias, considerando o grupo de 30 a 39 anos (5,7%); jovens de 18 a 29 anos (4,4%); e pessoas com 60 anos ou mais (1,2%).

 

Violência psicológica está presente na maior parte das agressões

 

A PNS também apontou que das 377 mil pessoas que sofreram algum tipo de violência, 95,7% também foram vítimas de violência psicológica, ou seja, 361 mil pessoas de 18 anos ou mais.

Assim como nos outros recortes, as mulheres (13,8%) foram a maioria das vítimas, em relação aos homens (13,8%).

Separando os grupos por idade, a população de 18 a 29 anos sofreu mais violência psicológica do que a população com 60 anos ou mais, 20,5% contra 4,6%, respectivamente.

No recorte por raça, foram as pessoas pretas (17,2%) e pardas (15,2%) que mais sofreram com este tipo de violência, em relação às pessoas brancas (14,1%).

Autor:

Fonte: g1.globo.com