Polícia

Quatro acusados de assaltos a agências bancárias são presos pela Polícia Civil

23/01/2012 19h24
Quatro acusados de assaltos a agências bancárias são presos pela Polícia Civil
Quatro acusados de envolvimento em assaltos a bancos no interior do estado foram presos pelas polícias Civil de Sergipe e Alagoas e apresentados nesta segunda-feira (23). Um dos suspeitos foi detido no município de Girau do Ponciano, no Agreste, enquanto outros três foram presos na divisa com o estado de Sergipe, após trabalho de investigação. A quadrilha é apontada por envolvimento em assaltos em Alagoas e no estado vizinho, Sergipe, e pode ser mais numerosa. Investigação do grupo especializado da PC, a Deic, pode levar à prisão de outros integrantes. "Três deles respondem por crimes em Sergipe. Eles praticavam crimes aqui e lá", detalhou a coordenadora da Deic, delegada Ana Luíza Nogueira. Estão detidos Denilzo José de Melo, conhecido como Nem, que é apontado como chefe do bando; Max Diego Batista de Souza, preso em Girau do Ponciano; Anastácio Vieira da Silva; e Pablo dos Santos Almeida. Dois acusados confessaram participação no assalto à agência do Banco Bradesco no município de Craíbas, de onde foram levados cerca de R$ 17 mil, segundo confessou um dos presos. Dos quatro, apenas Anastácio é alagoano, os demais são de Sergipe. A polícia investiga se os acusados também teriam participado de assalto a agências em Feira Grande e São Sebastião. "Há fortes indícios de envolvimento da quadrilha nos assaltos a Feira Grande e São Sebastião. As investigações terão continuidade", garantiu o delegado-geral da Polícia Civil José Edson Freitas, que acrescentou ainda "ter a Polícia Civil elucidado todos os assaltos a bancos dos últimos meses", segundo o delegado. A coordenadora da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), delegada Ana Luíza Nogueira, disse que chamou a atenção da polícia o fato dos criminosos atuarem sempre da mesma forma. "O modus operandi era sempre o mesmo e isso chamou atenção. Além disso, alguns funcionários da agência (de Craíbas)reconheceram alguns deles", disse a delegada Ana Luíza. A prisão da quadrilha aconteceu após roubo de veículo em Girau do Ponciano, pelo crime foi detido Pablo que levou à polícia aos demais integrantes do grupo. Denilzo, o Nem, teria envolvimento com assassinato em Sergipe. Por: Gazetaweb

Autor: Redacao