Polícia

PRF registra dez acidentes e nenhuma morte nas BRs durante a Operação Corpus Christi

07/06/2021 17h06
De quarta até domingo, foram fiscalizados 750 veículos e 963 pessoas
PRF registra dez acidentes e nenhuma morte nas BRs durante a Operação Corpus Christi

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Alagoas registrou, entre a última quarta-feira (2) e esse domingo (6), durante a Operação Corpus Christi, dez acidentes em rodovias federais que cortam o estado. Desses, quatro foram considerados graves e treze pessoas ficaram feridas. A boa notícia é que não houve mortes no período. Durante a ação, 963 pessoas e 750 veículos foram fiscalizados pelos policiais.

De acordo com a PRF, o número de acidentes este representa uma diminuição de 17% no total de sinistros registrados no mesmo período do ano passado, quando 12 casos foram contabilizados.

Como parte da operação, os policiais realizaram 16 testes de alcoolemia e cinco autuações foram feitas após recusa. As outras infrações mais observadas foram o não uso do capacete, do cinto de segurança e de ultrapassagens indevidas, com totais de 73, 59 e 51 respectivamente. Oito autuações foram feitas pelo não uso da cadeirinha e 03 por usar o celular ao volante. Foram recolhidos 67 veículos por irregularidades.

Um dos acidentes foi causado por um condutor de um Corolla, de cor preta, que não respeitou a segurança e colidiu com um Chevrolet Onix, de cor branca. Ficaram feridas a mãe e a irmã do motorista responsável pela colisão. O homem foi submetido ao teste de alcoolemia, mas o resultado não indicou ingestão de álcool. Ele vai responder pelo crime de lesão corporal culposa.

No combate à criminalidade, 10 pessoas foram detidas por crimes distintos. Entre as ocorrências registradas estão: receptação de veículos, receptação culposa, uso de documento falso, omissão de cautela na guarda de animais, dois crimes ambientais, lesão corporal culposa na direção de veículo automotor e quatro crimes de trânsito.

Em uma dessas ocorrências, no sábado (5), a equipe fiscalizou uma motocicleta com dois ocupantes que trafegavam sem capacetes na BR-316, município de Atalaia. Durante a checagem da documentação, o motorista apresentou uma CNH falsa, que foi identificada após consultas no Registro Nacional de Carteira de Habilitação.

Ao ser questionado sobre o documento, o homem afirmou que adquiriu a CNH por R$150,00 de um conhecido. Ele foi preso por uso de documento falso e encaminhado à Superintendência de Polícia Federal em Maceió/AL, para procedimentos cabíveis.

Autor: Jamylle Bezerra, com Assessoria

Fonte: gazetaweb.globo.com