Polícia

Inquérito do caso ‘Eric Ferraz’ será encerrado dia 31

25/01/2012 18h29
Inquérito do caso ‘Eric Ferraz’ será encerrado dia 31
O inquérito que apura o assassinato do modelo Eric Ferraz, assassinado na noite do dia 31 de dezembro do ano passado, já tem dada para ser entregue à Justiça. Ele será concluído na próxima terça-feira (31) e deverá apontar o acusado Judarley Leite de Oliveira como o autor do homicídio. O irmão dele, proprietário da arma periciada que, comprovodamente, não matou o modelo, continua preso e, segundo as autoridades policiais, continua como suspeito de participação do crime. De acordo com o delegado Belmiro Cavalcante, que comanda as investigações, até o final desta semana outras duas pessoas serão ouvidas: a tia dos irmãos Judarley Leite de Oliveira e Jaysley Leite de Oliveira, que estava na festa de réveillon quando o assassinato aconteceu e um homem, cuja identidade está sendo preservada. Esta última testemunha estaria numa mesa, na rua, no momento dos disparos. Após esses dois depoimentos, Belmiro Cavalcante vai se concentrar na elaboração do inquérito. “Apesar de algumas testemunhas terem alegado que não viram a hora exata do crime, não tem como deixar de apontar o Judarley como o autor do assassinato. Ele não vai escapar desse indiciamento. Além dele, vou rever todos os depoimentos já colhidos para apurar se, de fato, houve a participação do irmão dele, o Jaysley, no homicídio. Dia 31 o inquérito estará nas mãos da Justiça”, prometeu o delegado. Perícia que descartou disparos da arma de Jaysley ‘não diz nada’ Apesar da perícia realizada na pistola 380mm, que pertence a Jaysley, ter comprovado que os sete tiros que mataram Eric Ferraz não saíram dela, a polícia não descartou a possibilidade de envolvimento do policial na morte do modelo. “A perícia foi feita apenas em uma arma e isso não quer dizer nada. O próprio Jaysley havia dito que os disparos foram efetuados da arma do irmão dele, que também é um pistola 380mm. Portanto, mesmo a perícia ter dado negativa para a arma do policial, ele pode, sim, ter participado do assassinato. Estou terminando de analisar os fatos para chegar a uma conclusão”, completou Belmiro Cavalcante. Em paralelo a conclusão das investigações, a Polícia Civil informou que vai solicitar à Justiça as prisões preventivas dos dois irmãos. O crime O modelo Eric Ferraz, de 24 anos, foi assassinado na noite do dia 31 de dezembro de 2011, no município de Viçosa, distante 87 quilômetros de Maceió, após suposta discussão com um homem que estaria a paquerar sua namorada, durante os festejos de final de ano, em praça pública daquela cidade. O principal acusado do crime, Judarley Leite de Oliveira continua foragido. Por: Gazetaweb

Autor: Redacao