Polícia

Assassinato do marido tem mais alguém envolvido

18/10/2012 02h02
Forma do esquartejamento
Assassinato do marido tem mais alguém envolvido

 O Ministério Público pediu a abertura de inquérito policial para apurar se a enfermeira Elize Araújo Matsunaga, 30 anos, contou com a ajuda de alguém para esquartejar o marido, o empresário Marcos Kitano Matsunaga, 41 anos, assassinado por ela com tiro na cabeça em 19 de maio deste ano.

A polícia concluiu, após investigação, que ela agiu só.

O promotor José Carlos Cosenzo, que acompanha o caso, disse ontem ter "convicção" de que Elize recebeu ajuda de uma pessoa de "sua absoluta confiança e muita amizade".

Ele também quer investigar se houve ajuda na desova do corpo.

Cosenzo afirmou ter se baseado em dois laudos periciais para chegar a essa conclusão.

Segundo ele, o exame necroscópico realizado no cadáver de Matsunaga concluiu que o abdômen e os membros inferiores foram cortados com precisão cirúrgica, por alguém com noções de anatomia, caso de Elize.

Autor: Josmar Jozino

Fonte: Agora São Paulo