Mundo

PSDB recorre à Justiça contra o livro 'A Privataria Tucana'

28/12/2011 04h23
PSDB recorre à Justiça contra o livro 'A Privataria Tucana'
A Executiva Nacional do PSDB anunciou que irá processar o jornalista Amaury Ribeiro Júnior pela publicação do livro "A Privataria Tucana", que apresenta documentos que comprovariam a prática de lavagem de dinheiro e pagamento de propina na gestão tucana, com enfoque no então ministro do Planejamento, José Serra, citado como um dos supostos beneficiários de esquema. De acordo com o PSDB, o livro traz dados "que não provam nada" e buscam "desviar o foco da opinião pública brasileira para uma série de denúncias e escândalos de corrupção do governo do PT". Durante a campanha presidencial do ano passado, Amaury Ribeiro Júnior foi apontado como o suposto responsável pela quebra de sigilos de pessoas ligadas ao PSDB. Ele foi indiciado pela Polícia Federal pelos crimes de violação de sigilo fiscal, corrupção ativa, uso de documento falso e oferta de vantagem a testemunha. Na última semana, o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), recebeu o pedido de abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que tentará investigar eventuais irregularidades no processo de privatização de empresas brasileiras no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). O requerimento para a instalação da CPI é baseado nas denúncias do livro.   Jornal do Brasil  

Autor: Fábio Santana