Mundo

Mergulhador brasileiro morre ao tentar recuperar cocaína levada por navio à Austrália; polícia busca comparsa

18/05/2022 18h19
O procurado também é brasileiro e teve foto divulgada pelas autoridades locais. Empresário ligado ao caso foi preso acusado de narcotráfico.
Mergulhador brasileiro morre ao tentar recuperar cocaína levada por navio à Austrália; polícia busca comparsa

Dois brasileiros são suspeitos de participar de uma operação de tráfico de drogas na Austrália —um deles teria mergulhado para recuperar blocos de cocaína que foram jogados de um navio de bandeira argentina no porto de Newcastle. Esse mergulhador, Bruno Borges, de 31 anos, morreu afogado.

Ele foi encontrado ainda com vida, mas inconsciente, no dia 9 de março. Paramédicos tentaram salvá-lo, mas isso não foi possível, e ele morreu. Ainda não estão totalmente esclarecidas as circunstâncias da morte dele.

Em entrevista ao site da rádio pública SBS, o detetive superintendente da polícia australiana Robert Critchlow afirmou que esse mergulhador foi deixado para trás, abandonado, para morrer. “Quando viram que tinha problemas, os outros membros da quadrilha fugiram. É repugnante”, disse ele.

O corpo do brasileiro foi descoberto perto do porto de Newcastle. Ao lado dele havia pacotes de cocaína embrulhada em plástico. Foram recuperados 54 quilos da droga.

Corpo de brasileiro é retirado da água na cidade de Newcastle, na Austrália, em 9 de maio de 2022 — Foto: Reprodução/Redes sociais

Busca por brasileiro

 

Os australianos publicaram um pedido de informações na terça-feira (17) sobre outro brasileiro, Jhoni Fernandes da Silva, de 32 anos.

Suspeita-se que Jhoni também tenha sido empregado para mergulhar e recuperar a cocaína no mar.

A Polícia Federal brasileira confirmou que os dois homens estavam envolvidos na operação.

 

Polícia australiana também busca uma mulher

 

Além de Jhoni, os agentes também procuram uma mulher, mas ainda não sabem qual é a identidade dela. A foto dela foi divulgada nas redes sociais da polícia.

Polícia da Austrália procura mulher que pode ter relação com navio carregado de cocaínaq — Foto: Reprodução/Redes sociais

Critchlow disse que a mulher e Jhoni podem ter passado pela cidade de Newcastle entre 1º e 11 de maio. O brasileiro pode ser perigoso.

As investigações para encontrar o homem e a mulher continuam.

Por enquanto, uma prisão foi feita: James Blee, que também é operador de veleiros de luxo, foi detido e é acusado de importar grande quantidade de cocaína.

Autor:

Fonte: g1.globo.com