Mundo

Economistas demonstram pessimismo para 2012

03/01/2012 04h53
Economistas demonstram pessimismo para 2012

Analistas do mercado financeiro estão mais pessimistas em relação ao desempenho da economia no ano que começa.

Pesquisa divulgada ontem pelo Banco Central mostra que os analistas reviram para baixo expectativa para o crescimento neste ano para 3,3%.

O índice é inferior ao esperado pelo Banco Central (3,5%) e também abaixo das estimativas do ministro Guido Mantega (Fazenda), de até 5%.

Economistas ouvidos pela reportagem estimam que o dólar pode chegar até R$ 1,98 no fim do ano, o crescimento permanece moderado (3,2%) e as importações aceleram (o que continuará afetando a indústria nacional).

Eles também admitem que erraram na inflação e nos cortes que o governo federal fez no fim do ano.

Em contrapartida, a presidente Dilma Rousseff avaliou que 2011 foi um bom ano e que o país está entrando em uma era de prosperidade.

"Com planejamento e políticas acertadas, estamos conseguindo proteger nossa economia e o nível de empregos", disse ela, em seu programa de rádio.

"Estamos transformando um momento de crise em um de oportunidade."

 

 

Folha de S.Paulo

Autor: Redacao I