Mundo

Dezenas de trabalhadores de UTI espanhola têm diagnóstico positivo para Covid após festa de Natal

06/12/2021 16h16
Os 68 infectados estão com sintomas leves da doença, segundo as autoridades de saúde de Andaluzia.
Dezenas de trabalhadores de UTI espanhola têm diagnóstico positivo para Covid após festa de Natal

Ao menos 68 médicos e enfermeiros intensivistas de um hospital da Espanha contraíram Covid-19 depois de irem a uma festa de Natal, disseram autoridades de saúde nesta segunda-feira (6).

O governo da Andaluzia diz investigar a fonte da infecção, mas afirmou que os funcionários do Hospital Universitário de Málaga participaram de uma festa que reuniu mais de 170 pessoas.

As autoridades sanitárias desta região que fica no sul da Espanha disseram que os infectados já haviam sido vacinados. Todos os 68 trabalhadores apresentam sintomas leves da doença.

Uma outra hipótese para o surto, segundo o governo andaluz, seria que o vírus teria se espalhado durante uma refeição compartilhada entre todos os funcionários do hospital.

Após esse caso, autoridades regionais pediram que trabalhadores de outros hospitais públicos ou privados não compareçam a festas de Natal.

 

Caso similar na Noruega

 

Um encontro de fim de ano de uma empresa em Oslo, que reuniu mais de 100 pessoas, vem sendo considerado pelas autoridades da Noruega como o foco de um surto de Covid-19 no país, com 60 casos positivos – 17 deles são analisados como casos suspeitos da variante ômicron.

Restaurante que sediou festa de fim de ano em Oslo, Noruega, em foto de 2 de dezembro de 2021 — Foto: Ole Berg-Rusten /NTB/via REUTERS

O balanço ainda é provisório e pode aumentar com o avanço dos testes de sequenciamento, disse em nota a prefeitura da capital norueguesa – que confirmou, a partir de sequenciamento genético, ao menos um caso da nova variante entre os convidados.

Entre 100 e 120 funcionários se reuniram há uma semana para uma festa de confraternização da empresa Scatec, que atua na produção de energia solar. Um dos participantes havia viajado recentemente para o sul da África.

"Todos estavam vacinados, ninguém apresentava sintomas e todos fizeram autoexame antes do encontro", afirmou Tine Ravlo, funcionária do departamento de saúde do município. "Tudo estava em ordem e nenhuma regra foi desrespeitada."

Autor:

Fonte: g1.globo.com