Geral

Silêncio é a arma de Cachoeira

29/08/2012 13h10
Cachoeira é chamado para depor no TJDFT mas usa direito de ficar calado
Silêncio é a arma de Cachoeira

O bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, foi interrogado nesta quarta-feira (29/8) no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) sobre o processo que apura as denúncias fraudes no sistema de bilhetagem do transporte público do DF. A investigação faz parte da Operação Saint Michel, da Polícia Civil.

Cachoeira chegou algemado ao Tribunal, por volta das 14h20. Ele vestia uma camisa branca e calça jeans e aparentava estar abatido. A maneira da escolta foi contestada pelo advogado do réu. Ao entrar na sala de audiência, as algemas foram retiradas.

Durante a sessão, o bicheiro utilizou-se do direito de ficar calado. Cachoeira permaneceu no local por cerca de 30 minutos e saiu com um forte esquema de segurança. O bicheiro teve autorização para falar com alguns familiares que estavam no Tribunal, mas sem ter contato fisíco.

Autor: Leandro Kleber

Fonte: Correio Braziliense