Geral

Prêmio Braskem 2012 será disputado por 100 jornalistas

26/10/2012 05h28
Promovido pelo Sindicato dos Jornalistas de Alagoas, com a parceria e o patrocínio da Braskem, o concurso vai premiar os autores das melhores reportagens produzidas e veiculadas entre outubro de 2011 e outubro de 2012.
Prêmio Braskem 2012 será disputado por 100 jornalistas

Cerca de 100 jornalistas e 25 estudantes de comunicação participarão este ano do Prêmio Braskem de Jornalismo, cujas inscrições terminaram no último sábado. Nesta 23ª edição eles vão concorrer com 219 trabalhos, divididos em doze categorias, que envolvem o jornalismo impresso, telejornalismo, webjornalismo, radiojornalismo e assessoria de imprensa.

Promovido pelo Sindicato dos Jornalistas de Alagoas, com a parceria e o patrocínio da Braskem, o concurso vai premiar os autores das melhores reportagens produzidas e veiculadas entre outubro de 2011 e outubro de 2012, além do autor do melhor ‘case’ em assessoria de imprensa. Estão na disputa profissionais de 17 empresas de comunicação e sete instituições públicas e privadas, além de alunos da Ufal, Cesmac e FITs.

“Esses números revelam a dimensão do Prêmio Braskem, que é o maior e o mais importante do jornalismo alagoano”, destacou a presidente do Sindicato dos Jornalistas, Valdice Gomes. Segundo ela, além de estimular os jornalistas a produzirem grandes reportagens, o concurso também incentiva o jornalismo investigativo e a melhoria na qualidade da informação. “Estes são os objetivos do Sindjornal e da Braskem”, acrescentou.

A categoria com mais trabalhos em 2012 é Reportagem Impressa, que somou 35 inscrições. Em seguida vem Webjornalismo (34), Fotografia (25), Informação Econômica/Política (22), Design Gráfico (20), Telejornalismo (21), Reportagem Cinematográfica (10), Informação Cultural/Turística (9), Assessoria de Imprensa (8), Informação Esportiva (4) e Radiojornalismo (4).

A categoria que mais surpreendeu este ano foi a dos estudantes (Prêmio Freitas Neto), que somou 27 trabalhos. A grande maioria (17) foram provenientes do Cesmac, onde a coordenadoria do curso de jornalismo implantou recentemente um núcleo de produção. Também houve aumento considerável na categoria Design Gráfico.

Outro destaque da 23ª edição é a categoria Reportagem Cinematográfica, que foi aberta pela primeira vez. Antiga reivindicação dos profissionais de imagem, ela reforça a área de telejornalismo, que tinha apenas a categoria Reportagem de TV.

Entre os veículos de comunicação, quem mais inscreveu trabalhos este ano foi a Gazeta de Alagoas, com 45 reportagens em forma de texto, fotografia e diagramação. Em seguida vieram O Jornal (32), Tribuna Independente (25), TV Gazeta de Alagoas (17), TV Pajuçara (14), Diário Oficial (8), Gazetaweb (6), Cadaminuto (6), Primeira Edição Online (5) e Tudonahora (5), entre outros.

O julgamento dos trabalhos começa já na próxima semana. Ele será feito por doze profissionais, sendo seis de Alagoas e seis de outros estados. O trabalho ocorrerá em duas etapas, uma para separar os finalistas e outra para escolher os vencedores.

Os ganhadores só serão conhecidos durante a solenidade de entrega do Prêmio Braskem de Jornalismo, marcada para as 21 horas do dia 24 de novembro, na casa de eventos Vox Room, em Jaraguá. Serão distribuídos com os vencedores, além de troféus, R$ 39.500 em dinheiro.

A solenidade de premiação deve reunir mais de 600 pessoas, entre jornalistas, estudantes de jornalismo, empresários da comunicação, autoridades e outros convidados.

Autor: Ascom - Braskem

Fonte: CadaMinuto