Geral

PMs vão às ruas garantir democracia

26/09/2012 18h51
Segurança é uma prioridade
PMs vão às ruas garantir democracia

O governo do Estado irá empregar quase todo o efetivo policial nas eleições, que contará com 7.500 policiais militares atuando na segurança ostensiva e repressiva em todo o estado. O plano de segurança elaborado para o pleito eleitoral também prevê 120 delegados e 1.500 agentes da Polícia Civil. Além disso, haverá a participação do contingente da Força Nacional, da Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, além de policiais lotados nas assessorias militares.

Cada delegacia contará com o trabalho de um delegado, um escrivão e de seis a oito policiais, dependendo do tamanho e da necessidade de cada município.

TSE nega envio de tropas federais para 10 municípios

Com base no esquema de segurança planejado para as eleições do próximo dia 7 de outubro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou o envio de tropas federais para dez municípios alagoanos: Minador do Negrão, Barra de São Miguel, Roteiro, Novo Lino, Jundiá, Batalha, Belo Monte, Jacaré dos Homens, Limoeiro de Anadia e Pilar.

Em todos os casos, o TSE levou em conta o fato de que o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Defesa Social, apresentou um plano garantindo ter condições de assegurar a normalidade no pleito deste ano. A Corte Eleitoral decidiu aprovar o envio de tropas federais apenas para o município de Boca da Mata.

Na reunião ocorrida nesta terça-feira (25) entre os secretários de Segurança Pública e a presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia Rocha, o secretário da Defesa Social, Dário Cesar, informou que as requisições de força federal para municípios alagoanos ocorreram antes do reforço no policiamento ostensivo nessas localidades.

Autor: Redação

Fonte: Assessoria PM/AL