Geral

Pacheco diz que não pode garantir votação da PEC dos Precatórios na próxima semana

25/11/2021 17h22
Presidente do Senado afirmou que a prioridade do 'esforço concentrado' são as sabatinas pendentes, como a do ex-AGU André Mendonça
Pacheco diz que não pode garantir votação da PEC dos Precatórios na próxima semana

BRASÍLIA — O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG) disse nesta quinta-feira que não pode garantir a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios na próxima semana, mas que vai se esforçar para viabilizar a apreciação com celeridade.

A PEC viabiliza a criação do novo programa social Auxílio Brasil, proposto pelo governo como substituto do Bolsa Família.

Pacheco destacou que o período de "esforço concentrado", entre os dias 30 de novembro e 2 de dezembro, é direcionado para as sabatinas, entre elas a do ex-advogado-geral da União, André Mendonça.

O processo de indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF) está parado na Casa há mais quatro meses. Segundo Pacheco, a sabatina de Mendonça "certamente acontecerá" na semana que vem.

Ainda não há uma definição da data exata para a sabatina de Mendonça, que está prevista para ocorrer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na próxima terça ou quarta-feira. Também não foi o escolhido o relator da indicação.

Ao ser questionado sobre isso, Pacheco respondeu que essas decisões cabem ao presidente da CCJ, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Autor: Julia Lindner

Fonte: oglobo.globo.com