Geral

Mulheres denunciam pastor por crimes sexuais em igreja de Goiânia

10/06/2021 19h41
Vítimas relatam que abusos ocorreram em momentos de fragilidade, quando elas pediram conselhos ao religioso
Mulheres denunciam pastor por crimes sexuais em igreja de Goiânia

Ao menos quatro mulheres denunciaram o pastor Joaquim Gonçalves Silva, de 85 anos, por abuso e importunação sexual. Ao G1, as vítimas contaram que os casos aconteceram entre os anos de 2002 e 2021, durante atendimentos na Igreja Tabernáculo da Fé, em Goiânia. Os casos foram registrados na Polícia Civil.

A defesa do pastor nega as acusações e afirma que elas fazem parte de uma tentativa de retirar o religioso do comando da igreja. "É um barulho de uma família que busca derrubar o pastor, mas não vão conseguir, ou seja, não é verdadeiro", afirmou o advogado Osemar Nazareno Ribeiro.

O G1 também entrou em contato com a Igreja Tabernáculo da Fé, instituição sob a responsabilidade do pastor e onde ocorreram os assédios, segundo as vítimas. As ligações, no entanto, não foram atendidas até a última atualização desta reportagem.

Segundo as mulheres, que preferiram não se identificar, os abusos aconteceram em momentos de fragilidade, quando elas foram pedir conselhos ao religioso. As vítimas afirmam ainda que, após terem sido abusadas, foram chantageadas a não contar para ninguém ou seriam “amaldiçoadas”.

No caso mais recente, uma adolescente de 17 anos relatou em um vídeo publicado nas redes sociais que, em de janeiro de 2021, o pastor chegou a beijá-la quando ela esteve em seu escritório pedindo ajuda sobre o seu casamento, que estava em crise.

“Fui pedir conselhos depois de ter problemas no meu relacionamento. Foi quando ele colocou a mão no meu corpo e me deu um beijo. Passou a mão pelos meus seios e desceu até embaixo, quando eu o interrompi. Eu fiquei em choque, nunca na vida eu esperei isso dele”, contou.

Autor:

Fonte: G1