Geral

Governo inicia obras da nova Adutora do Agreste

26/09/2012 03h26
A nova adutora, que terá 57km de extensão, entre Traipu, onde fica a captação, e Arapiraca, onde se localiza a estação de tratamento, vai beneficiar cerca de 350 mil pessoas em 10 municípios do Agreste, inclusive Arapiraca, absorvendo investimentos superi
Governo inicia obras da nova Adutora do Agreste

O governador Teotonio Vilela Filho  visita, nesta quarta-feira (26), às 10 horas, a área onde será construída a nova Estação de Tratamento de Água de Arapiraca, dando início às obras da nova Adutora do Agreste, através de parceria público-privada (PPP). O local fica em frente ao campus da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), no sítio Sementeira, às margens da rodovia AL-115, que liga Arapiraca a Palmeira dos Índios.
A nova adutora, que terá 57km de extensão, entre Traipu, onde fica a captação, e Arapiraca, onde se localiza a estação de tratamento, vai beneficiar cerca de 350 mil pessoas em 10 municípios do Agreste, inclusive Arapiraca, absorvendo investimentos superiores a R$ 150 milhões. A produção será de 1,5 milhão de litros de água tratada por hora, com adoção de padrões de sustentabilidade ambiental, sendo 1 milhão de litros/hora para Arapiraca e 500 mil litros/hora para a Mineração Vale Verde.
De acordo com o presidente da Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal), empresa responsável pela gestão do contrato, Álvaro Menezes, além de construir a nova adutora, a PPP, formada pelo Governo do Estado e a empresa CAB Águas do Agreste, também fará a manutenção e recuperação da adutoras existentes e serviços comerciais como leitura e entrega simultânea de faturas, implantação e substituição de hidrômetros, fiscalização de irregularidades, corte e cobrança.
Até dezembro próximo, Casal e CAB Águas do Agreste trabalharão sob a forma de gestão compartilhada, conforme previsão contratual, segundo informou o gestor do contrato de concessão da PPP, engenheiro Tácito Marques. Ele esclareceu que durante essa fase haverá integração técnica, onde o parceiro privado tomará conhecimento dos sistemas operacionais e comerciais da Casal.

Autor: Casal

Fonte: Alagoas 24hs