Geral

'Fui o garoto propaganda da minha cidade', diz prefeito de Manaus sobre viagem à maratona de Barcelona que custou R$100 mil

13/05/2022 20h16
Na quarta (11), a Câmara Municipal de Manaus aprovou requerimento que obriga David Almeida a detalhar os gastos em até 15 dias.
'Fui o garoto propaganda da minha cidade', diz prefeito de Manaus sobre viagem à maratona de Barcelona que custou R$100 mil

O prefeito David Almeida afirmou nesta sexta-feira (13) que participou da maratona de Barcelona, no último final de semana, como "garoto-propaganda" de Manaus. A viagem custou R$100 mil aos cofres públicos.

Na quarta-feira (11), a Câmara Municipal de Manaus aprovou requerimento que obriga David Almeida a detalhar os gastos da viagem em até 15 dias. As despesas ainda não constam no Portal da Transparência (veja os detalhes abaixo).

As declarações do prefeito foram dadas durante o lançamento do projeto de um parque temático, previsto para ser construído na Zona Leste de Manaus. Na ocasião, David Almeida defendeu a participação de integrantes da prefeitura no evento esportivo de Barcelona.

 

"Eu fui participar de um feira internacional de esporte, em uma das maiores maratonas do mundo. Havia [representantes de] cidades como Amsterdan, Bruxelas, Londres, Chicago e Manaus também estava lá, com o seu estande. O estande mais visitado da feira, inclusive", disse.

Almeida também afirmou que atuou como garoto propaganda da cidade, e que o evento gerou visibilidade para a capital amazonense. Ele também declarou que não houve gastos, mas investimentos.

 

"Eu fui divulgar a minha cidade, eu fui um exemplo de prefeito para o mundo, eu fui o garoto propaganda da minha cidade. Ninguém gastou nada, eu investi. Dei entrevista para toda a TV esportiva mundial, e eu estou sendo convidado para ir para vários lugares do mundo todo falar sobre Manaus", afirmou o prefeito", comentou o prefeito

 

 

Gastos não constam no Portal da Transparência

 

Durante a participação no evento, o prefeito fez diversas publicações em suas redes sociais.

Entretanto, no Diário Oficial do Município (DOM), aparece apenas o registro de afastamento de dois secretários municipais para a ida à Barcelona. Os gastos também ainda não aparecem no Portal da Trasnparência. A medida foi criticada por especialistas.

 

"Qualquer administrador, qualquer prefeito que saia da cidade com uma comitiva deve, em respeito à democracia, prestar contas da sua viagem dos gastos da sua viagem. O ato em si de fomentar a vinda de turistas para cá com a maratona é digno de aplausos. Agora o ato de ir em uma comitiva, sem liberação de recursos, sem dizer de onde está pagando, aí não, aí é digno de vaia", afirma o cientista político Helso Ribeiro.

 

 

Durante sessão realizada na quarta-feira (11), a CMM aprovou requerimentos, apresentados pelo vereador Rodrigo Guedes (Republicanos), para que a prefeitura dê detalhes sobre os gastos durante a viagem.

"A gente não tem nenhuma informação de quantas pessoas foram, só sabemos que foram muitas. E quanto custou essa viagem, quanto custou esse tour com dinheiro público aqui da população da cidade de Manaus, do estado do Amazonas.", disse Guedes.

 

Dinheiro poderia custear viagens de atletas e obras de infraestrutura

 

Segundo o vereador Amom Mandel (Cidadania), o montante desembolsado pela prefeitura seriam poderiam custear a viagem de pelo menos 10 atletas ou ser investidos em obras de asfaltamento.

 

"Esse valor é mais que suficiente para asfaltar a rua Barcelona, na Zona Norte de Manaus, por exemplo, que estava toda esburacada e só foi atendida após a repercussão do caso. Em média, também é o suficiente pra pagar a viagem de pelo menos 10 atletas para participarem de grandes eventos esportivos", afirma o vereador.

Autor: g1 AM

Fonte: g1.globo.com