Geral

Familiares buscam desaparecidos após tragédia no metrô da Cidade do México

04/05/2021 17h53
Viaduto cedeu, vagões descarrilaram e acidente deixou 23 mortos e 79 feridos
Familiares buscam desaparecidos após tragédia no metrô da Cidade do México

Familiares buscam nesta terça-feira (4) por desaparecidos após tragédia com dezenas de mortos e feridos na noite de segunda-feira (3) no metrô da Cidade do México.

Vagões do metrô descarrilaram e despencaram após um viaduto desabar por volta de 22h30 (horário local, 0h30 de terça-feira em Brasília).

Ao menos 23 pessoas morreram e 79 ficaram feridas, segundo a prefeita da capital mexicana, Claudia Sheinbaum. Há crianças entre as vítimas e 4 mortos continuam dentro dos vagões.

Gisela Rioja Castro, de 43 anos, foi até o local procurar o marido, Miguel Ángel Espinoza, de 42. Ela disse que o marido sempre pega aquele metrô após o trabalho, mas não chegou em casa e não atende ao telefone.

Gisela disse que imediatamente temeu pelo pior, quando ficou sabendo do acidente, e ainda não obteve informações das autoridades.

Adrián Loa Martínez, de 46 anos, afirmou no local do acidente que seu meio-irmão e sua cunhada estavam em um carro atingido pela estrutura.

Ele disse que a cunhada foi internada em um hospital, mas temia que seu meio-irmão José Juan Galindo tivesse sido esmagado. "Ele está lá agora", disse a jornalistas apontando para o local da tragédia.

"Fui salvo por cerca de 15 minutos", disse emocionado José Martínez, ainda na noite de ontem. Ele normalmente pega o metrô após o trabalho, mas escapou do acidente porque se atrasou.

Dezenas de socorristas e bombeiros trabalharam durante a madrugada para retirar vítimas e corpos dos escombros.

O resgate chegou a ser interrompido, devido ao risco de colapso da estrutura, mas guindastes foram instalados no local e o trabalho foi retomado.

Autor:

Fonte: G1