Geral

Desníveis sociais comprometem futuro da nação

27/09/2012 20h39
A diferença entre as quantidades é que é o problema
Desníveis sociais comprometem futuro da nação

As eleições no Brasil deixam em pé de igualdade ricos e pobres. O voto de cada um tem igual intensidade no dia 07/10.
A diferença fundamental neste viés é que as cabeças pensam de formas diferentes e acabam gerando resultados insatisfatórios para o futuro dos municípios, dos seus munícipes e toda uma geração futura.
Também outro fato deixa em desigualdade a proporcionalidade nas escolhas. A quantidade de pobres é muito superior à quantidade dos ricos, somando-se a este desequilíbrio as consequências do desnível social, econômico e cultural.
A falta de uma boa renda expõe as classes menos favorecidas às escolas de péssimas qualidades transformando o eleitor estudante em alvo fácil para os demagogos, populistas e compradores de votos.
Com estes dados reais e cruéis não podemos esperar grandes mudanças em nossa política local, estadual e nacional.
Continuaremos, infelizmente, parafraseando Juca Chaves, em um país não vai para frente!

Autor: Por Raul Rodrigues

Fonte: Correio do Povo de Alagoas