Geral

CPI recebe Paulo Preto e Cavendish na sessão desta quarta-feira

29/08/2012 03h43
Ex-presidente da Delta tem habeas corpus para ficar calado. Preto é apontado como elo entre estatal paulista e a Delta
CPI recebe Paulo Preto e Cavendish na sessão desta quarta-feira

A CPI do Cachoeira, que investiga as relações entre agentes públicos e empresas com o bicheiro goiano, vai receber nesta quarta-feira (29) Fernando Cavendish, ex-presidente da empreiteira Delta, e Paulo Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, ex-diretor da Dersa, estatal rodoviária do governo de São Paulo.
A Delta é apontada pela Polícia Federal como um dos braços empresariais do grupo de Carlinhos Cachoeira. Assim que vieram a público as denúncias da ligação entre a empresa e o bicheiro, Fernando Cavendish deixou a presidência. As investigações da Polícia Federal apontam que a Delta repassou dinheiro para empresas de fachada ligadas a Cachoeira, supostamente usado para pagamento de propina e caixa dois em campanhas.
Nesta terça-feira (28), o Supremo Tribunal Federal concedeu habeas corpus que permite a Cavendish não responder às perguntas dos parlamentares. A defesa de Cavendish tinha pedido também para que o empresário não fosse obrigado a comparecer à CPI, mas essa parte da solicitação foi negada pelo ministro Cezar Peluso, responsável pelo pedido de habeas corpus no STF.
Já Paulo Preto, ex-diretor da Dersa, estatal rodoviária do governo de São Paulo, vai à CPI sem estar protegido por habeas corpus para permancer em silêncio. Preto aparece nas investigações como  responsável por contratos entre a estatal paulista e a empresa Delta.

Autor: Redação

Fonte: G1