Geral

AL vai imunizar pessoas com 53 e 54 anos com doses da AstraZeneca e Pfizer

10/06/2021 10h35
As doses foram cadastradas no sistema, acondicionadas na câmara fria do PNI/AL em temperatura entre 2° e 8° Celsius
AL vai imunizar pessoas com 53 e 54 anos com doses da AstraZeneca e Pfizer

No final da tarde desta quarta-feira (09), mais um lote com 60.500 doses da vacina AstraZeneca chegou a Alagoas. O governador Renan Filho publicou, em suas redes sociais, que a imunização contra a Covid-19 será ampliada para pessoas na faixa etária de 53 e 54 anos.

“Pessoal, somente nesta semana recebemos mais de 100 mil doses de vacinas contra a Covid-19. Com a chegada das novas remessas dos imunizantes, 39.780 mil doses da Pfizer e 60.500 da vacina AstraZeneca, iremos iniciar a distribuição imediata para que os municípios avancem nas faixas etárias e comecem a vacinar pessoas com 53 e 54 anos. É importante que todos acompanhem o calendário em suas cidades e que tomem a segunda dose”, informou o governador Renan Filho.

 

As doses foram cadastradas no sistema, acondicionadas na câmara fria do PNI/AL em temperatura entre 2° e 8° Celsius e estarão disponíveis para os 102 municípios alagoanos nas Centrais Estaduais de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos, localizadas em Maceió e Arapiraca.

Para o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, Alagoas continua como referência na vacinação e a eficácia dos imunizantes tem proporcionado grandes resultados. “Lugar de vacina é no braço do alagoano. Quando o Estado finalizou a imunização dos idosos, temos percebido que este grupo não está mais sendo internado nos hospitais que tratam pacientes infectados pela Covid-19. Vamos seguir apoiando os municípios, distribuindo as vacinas que chegam para que as pessoas continuem sendo imunizadas e o enfrentamento à pandemia se fortaleça cada vez mais”, destaca.

Após a distribuição dos imunizantes, feita pela Sesau, passa a ser de responsabilidade das gestões municipais a organização dos pontos de vacinação e a aplicação das doses na população. Também cabe às gestões municipais, o cadastro dos imunobiológicos inoculados e o armazenamento correto das vacinas.

Autor:

Fonte: Correio do Povo-AL