Figuras Públicas

E se Carlos da Educação receber Derivan Thomaz o que pode acontecer?

11/04/2016 10h41
Derivan terá que ir para uma coligação, apenas fazemos conjecturas com Carlos em primeiro plano
E se Carlos da Educação receber Derivan Thomaz o que pode acontecer?

Não é algo definido, apesar de possível de acontecer, Derivan pode terminar na coligação de Carlos da educação.

O que poderia se desmembrar dessa coligação?

Carlos assumiria uma postura mais fácil de chegar aos povoados, teria em sua coligação mais um vereador e com chances de se reeleger, sem para isso tirar as chances de nenhum dos candidatos de Carlos. Nem do PRTB nem do PTC. Por quê?

Porque Derivan tem partido próprio – Solidariedade – seria uma coligação paralela e não direta como pensam alguns pequenos observadores, cuja votação não atrapalharia em nada a nenhum dos candidatos de Carlos.

Derivan seria sim mais um nome forte a compor com Carlos da Educação reforçando a sua densidade eleitoral em contraponto aos demais pré-candidatos a prefeito. Derivan para onde for levará no mínimo mil votos. E é o único vereador que leva votos para vereador e prefeito.

E que é a coligação paralela? É a coligação típica entre dois partidos cujo segundo partido se coliga em situação lateral e não colinear. Os votos de Derivan no caso seriam contados depois dos votos do PRTB ou do PTC.

Logo, em nada influenciaria por sobre os demais candidatos de cada partido.

Autor: Por Raul Rodrigues

Fonte: Correio do Povo de Alagoas