Esportes

Sport assume topo da lista de rebaixamentos na Série A, na história e nos pontos corridos

02/12/2021 08h01
Leão se iguala a Vasco, Vitória, Avaí e Coritiba como os times com mais quedas para a Série B desde 2003, e em toda a história do Brasileiro empata com o Coxa e América-MG; veja ranking
Sport assume topo da lista de rebaixamentos na Série A, na história e nos pontos corridos

Com o rebaixamento matemático do Sport confirmado após a vitória do Juventude sobre o Bragantino, na terça-feira, o clube pernambucano passa a liderar duas listas que nenhum torcedor gostaria de fazer parte. As duas relacionadas a times com mais quedas para a Série B do Campeonato Brasileiro.

Agora, tanto na história geral da competição, que passou a adotar o sistema de acesso e descenso em 1988, quanto considerando apenas a era dos pontos corridos, a partir de 2003, nenhum outro clube do País acumulou mais rebaixamentos que o Leão.

Na era dos pontos corridos, essa já é a quarta queda do Sport para a Série B, sendo a terceira nos últimos dez anos. Assim, o Rubro-negro se junta a Vitória, Vasco, Avaí e Coritiba como os times com mais quedas desde 2003.

Os dois últimos, por sinal, fizeram o caminho inverso na atual temporada e estarão de volta à elite em 2022. Já o time baiano irá disputar a Série C, enquanto os vascaínos amargarão mais uma temporada na Segundona.

Já quando se amplia o recorte para todos os Brasileiros com acesso em descenso, são seis quedas do Sport para a Série B. Assim o Leão igualou as marcas de América-MG e Coritiba, que estarão na elite em 2022, se tornando assim o time nordestino com mais rebaixamentos na história.

O Leão superou o rival Santa Cruz, hoje na Série D, e que em todas as vezes que disputou a Série A a partir de 1988 (cinco vezes) foi rebaixado, e também o Vitória, que além das quatro quedas nos pontos corridos também ficou entre os últimos colocados da Série A em 1991.

Em 2018, Sport foi rebaixado na última rodada, mesmo vencendo o Santos na Ilha — Foto:  Aldo Carneiro/Pernambuco Press

Também rebaixada matematicamente para a Série B, a Chapecoense conheceu a sua segunda queda, ambas nos pontos corridos. O Grêmio, que aparece com 96,9% de risco de descenso, pode somar seu terceiro rebaixamento na história, sendo o segundo a partir de 2003.

No seleto grupo de clubes que nunca disputaram a Série B estão Flamengo, São Paulo e Santos.

 

Veja o ranking dos times com mais rebaixamentos:

 

Era dos pontos corridos

 

Quatro rebaixamentos

 

 

  • Avaí (2011, 2015, 2017 e 2019)
  • Coritiba (2005, 2009, 2017 e 2020)
  • Sport (2009, 2012, 2018 e 2021)
  • Vasco (2008, 2013, 2015 e 2020)
  • Vitória (2004, 2010, 2014 e 2018)

Em 2012, Sport foi rebaixado e ainda amargou derrota para o Náutico na última rodada — Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press

Três rebaixamentos

 

 

  • América-MG (2011, 2016 e 2018)
  • Figueirense (2008, 2012 e 2016)
  • Goiás (2010, 2015 e 2020)
  • Ponte Preta (2006, 2013 e 2017)

Rebaixado na temporada passada, Goiás conseguiu o acesso em 2021 — Foto: Marcos Ribolli

Dois rebaixamentos

 

 

  • Atlético-GO (2012 e 2017)
  • Bahia (2003 e 2014)
  • Botafogo (2014 e 2020)
  • Criciúma (2004 e 2014)
  • Chapecoense (2019 e 2021)
  • Fortaleza (2003 e 2006)
  • Guarani (2004 e 2010)
  • Náutico (2009 e 2013)
  • Paraná ( 2007 e 2018)
  • Portuguesa (2008 e 2013)
  • Santa Cruz (2006 e 2016)

Chapecoense amargou o segundo rebaixamento da sua história — Foto: Márcio Cunha / ACF

Um rebaixamento

 

 

  • América-RN (2007)
  • Atlético-MG (2005)
  • Athletico Paranaense (2011)
  • Brasiliense (2005)
  • Ceará (2011)
  • Cruzeiro (2019)
  • CSA (2019)
  • Corinthians (2007)
  • Grêmio (2004)
  • Grêmio Prudente (2010)
  • Internacional (2016)
  • Ipatinga (2008)
  • Joinville (2015)
  • Juventude (2007)
  • Santo André (2009)
  • São Caetano (2006)
  • Paysandu (2005)
  • Palmeiras (2012)

Em toda história, desde 1988

 

Seis rebaixamentos

 

 

  • América-MG (1993, 1998, 2001, 2011, 2016 e 2018)
  • Coritiba (1989, 1993, 2005, 2009, 2017 e 2020)
  • Sport (1989, 2001, 2009, 2012, 2018 e 2021)
Cinco rebaixamentos

 

 

 

  • Santa Cruz (1988, 1993, 2001, 2006 e 2016)
  • Vitória (1991, 2004, 2010, 2014 e 2018)
  • Goiás (1993, 1998, 2010, 2015 e 2020)
Quatro rebaixamentos

 

 

  • Avaí (2011, 2015, 2017 e 2019)
  • Criciúma (1988, 1997, 2004 e 2014)
  • Vasco (2008, 2013, 2015 e 2020)
Três rebaixamentos

 

 

  • Athletico Paranaense (1989, 1993 e 2011)
  • Fortaleza (1993, 2003 e 2006)
  • Botafogo-RJ (2002, 2014 e 2020)
  • Bahia (1997, 2003 e 2014)
  • Figueirense (2008, 2012 e 2016)
  • Guarani (1989, 2004 e 2010)
  • Náutico (1994, 2009 e 2013)
  • Paraná (1999, 2007 e 2018)
  • Ponte Preta (2006, 2013 e 2017)
  • Portuguesa (2002, 2008 e 2013)
  • Botafogo (2002, 2014 e 2020)
Dois rebaixamentos

 

 

  • América-RN (1998 e 2007)
  • Atlético-GO (2012 e 2017)
  • Botafogo-SP (1999 e 2001)
  • Bragantino (1996 e 1998)
  • Chapecoense (2019 e 2021)
  • Ceará (1993 e 2011)
  • Fluminense (1996 e 1997)
  • Gama (1999 e 2002)
  • Grêmio (1991 e 2004)
  • Juventude (1999 e 2007)
  • Palmeiras (2002 e 2012)
  • União São João-SP (1995 e 1997)
Um rebaixamento

 

 

  • América-RJ (1988)
  • Atlético-MG (2005)
  • Bangu (1988)
  • Brasiliense (2005)
  • Corinthians (2007)
  • Cruzeiro (2019)
  • CSA (2019)
  • Desportiva-ES (1993)
  • Grêmio Prudente (2010)
  • Inter de Limeira (1990)
  • Internacional (2016)
  • Ipatinga (2008)
  • Joinville (2015)
  • Remo (1994)
  • Santo André (2009)
  • São Caetano (2006)
  • São José-SP (1990)

Autor: João de Andrade Neto

Fonte: globoesporte.globo.com