Esportes

Sem mudança em decisão do STJD, clubes querem adiamento da rodada do Brasileiro

15/09/2021 07h49
Equipes reforçam movimento após tribunal manter liminar que permite público em jogos do Flamengo
Sem mudança em decisão do STJD, clubes querem adiamento da rodada do Brasileiro

Insatisfeitos com a decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) de permitir público em jogos do Flamengo, os demais clubes da Série A querem adiar a rodada do próximo fim de semana. A informação foi publicada inicialmente pelo UOL.

ideia já havia sido defendida no último Conselho Técnico das equipes da Série A, na semana passada, e ganhou força após as decisões do STJD desta terça-feira.

O presidente do Grêmio, Romildo Bonzan, deixou claro qual é a decisão dos clubes. O clube gaúcho enfrenta o Flamengo na quarta, pela Copa do Brasil, e no domingo, pelo Brasileiro.

 
Se tiver público em algum jogo, está é a decisão dos 19 clubes. (Decisão) através do conselho técnico
— disse Romildo Bonzan

Os clubes vão pressionar a CBF e o STJD neste sentido. Entendem que a decisão é plenamente baseada no que diz o regulamento da própria competição. A intenção desses clubes, inclusive, é de não irem a campo, não viajarem, para a rodada do próximo fim de semana.

A mobilização põe em choque definitivo os 19 clubes da Série A contra o Flamengo, que se movimenta há tempos para liberar público nos estádios. Como acentuou o vice-presidente jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee, em entrevista na semana passada.

No entendimento de dirigentes ouvidos pelo ge, o boicote à rodada teria dois objetivos: enviar uma mensagem ao STJD de que o campeonato pertence aos clubes, e enviar ao Flamengo o recado de que nenhum clube pode jogar o campeonato sozinho.

 

Assim, a partida de volta entre Flamengo e Grêmio, na quarta-feira, pelas quartas de final da Copa do Brasil, terá público no Maracanã. No jogo de ida, em Porto Alegre, não houve a presença de torcedores.

Na reunião da semana passada, a sinalização pelo adiamento já havia sido expressa em nota conjunta publicada pelo site da CBF. Ela dizia, no trecho final, que "os clubes manifestaram, por unanimidade, que irão pleitear à CBF que sejam suspensas rodadas da competição nas quais clubes sinalizem com a utilização de liminar para contar com público nos estádio. A CBF irá analisar juridicamente a questão, uma vez que interfere na esfera de direito de terceiros adquirentes de propriedades comerciais da competição."

Autor:

Fonte: globoesporte.globo.com