Esportes

São Paulo fez estudo para levar time profissional ao CT de Cotia, mas ideia foi abandonada

01/12/2021 07h30
Barreiras jurídicas impediram avanço de plano; clube tenta financiar reforma do CT da Barra Funda
São Paulo fez estudo para levar time profissional ao CT de Cotia, mas ideia foi abandonada

O São Paulo produziu estudos no início deste ano para analisar a possibilidade de transferir o elenco profissional do CT da Barra Funda para o CT de Cotia, onde treinam as categorias de base do clube.

A ideia foi abandonada logo no início por ser inviável, segundo uma fonte ouvida pela reportagem. Ela cita impedimentos jurídicos pelo fato de o CT de Cotia manter financiamentos através da Lei de Incentivo ao Esporte, específicas para o desenvolvimento de atletas em formação.

O estudo consta em relatório de atividades das diretorias do clube publicados no site do São Paulo. Ele é citado em dois desses documentos, os de março e abril e maio e junho, com plantas de engenharia.

O CT de Cotia foi inaugurado em 2005 e é um dos mais modernos do país. Em 2014, foi utilizado pela seleção da Colômbia durante a Copa do Mundo.

O elenco profissional do São Paulo utiliza o local em pré-temporadas ou outros momentos específicos – o que, por ser eventual, não gera impedimentos burocráticos.

Já o CT da Barra Funda é mais antigo, do final da década de 1980. Em 2017, a concessão do espaço, que pertence ao município de São Paulo, foi ampliada até 2042.

Neste ano, a diretoria admitiu que o local está defasado e iniciou uma movimentação para modernizar o CT.

O diretor de futebol Carlos Belmonte afirmou se tratar de uma "prioridade" em agosto, quando uma série de lesões desfalcou o time então comandado por Hernán Crespo:

– Modernizar o Reffis (Núcleo de Reabilitação Esportiva Fisioterápica e Fisiológica) e todo o CT da Barra Funda é nossa prioridade. Na última sexta fizemos uma reunião com o Crespo e o Muricy. Sábado, já aqui em Recife, com os departamentos médico e de preparação física. Estamos há muito tempo sem investir em estrutura. Vamos voltar a ser referência – escreveu o dirigente numa rede social.

Há cerca de três anos, o ex-diretor executivo de futebol Raí apresentou um projeto de reforma orçado entre R$ 15 milhões e R$ 20 milhões, que não foi para frente.

A falta de dinheiro ainda é uma barreira para a modernização do CT da Barra Funda.

Autor: Leonardo Lourenço

Fonte: globoesporte.globo.com