Brasil

Secretário de Saúde diz que Rio tem o menor índice de ocupação de leitos de Covid desde o início da pandemia

23/09/2021 16h32
Segundo Daniel Soranz, a taxa total de ocupação de leitos é de 53%, com 504 internados. Ele também falou sobre os três eventos-teste ao ar livre e com grande público em outubro nos quais não haverá a necessidade do uso de máscaras e distanciamento.
Secretário de Saúde diz que Rio tem o menor índice de ocupação de leitos de Covid desde o início da pandemia

O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, informou que a cidade tem, nesta quinta-feira (23), o menor índice de ocupação de leitos com pacientes de Covid-19 desde o início da pandemia.

Segundo o secretário, com 66% da população adulta vacinada, o Rio está com a menor taxa de ocupação de leitos desde o início da pandemia. — Foto: Reprodução/Twitter

A afirmação foi feita por meio de publicação em uma rede social. Segundo ele, a taxa total de ocupação de leitos é de 53%, com 504 internados.

Taxa de coupação de leitos está em 53%. — Foto: Reprodução/Twitter

O secretário informou, também, que 66% da população adulta do Rio está totalmente imunizada contra Covid-19.

 

Eventos-teste

Soranz também falou sobre os três eventos ao ar livre com grande público em outubro sem necessidade de máscara e distanciamento.

"É importante deixar claro: sem máscara e sem distanciamento, só com população totalmente testada - aconteceu no Maracanã e também como vai acontecer nos eventos-teste. Na cidade, o uso de máscara e necessidade de distanciamento ainda são obrigatórios. Sabemos que as pessoas estão cansadas, mas ainda não é o momento de tirar a máscara e acabar com o distanciamento".

Os eventos liberados são duas festas para até cinco mil pessoas — uma em um espaço aberto no Centro e outra no Alto da Boa Vista — e uma festa de aniversário para 500 pessoas, em um hotel da Zona Sul.

Segundo ele, apenas em eventos nos quais o público foi testado e vacinado com pelo menos a primeira dose - ou no público com 40 anos ou mais, com as duas doses, o que ocorrerá a partir de outubro - a máscara e o distanciamento podem ser dispensados.

"Com os números diminuindo muito e com a redução das internações, fica cada vez mais difícil segurar a população. Por isso, nossa estratégia é incentivar que esses eventos aconteçam em locais abertos e não fechados, onde o risco de contaminação é muito maior".

Soranz informou que aproximadamente 1% do público que compareceu aos jogos do Flamengo testou positivo para a Covid-19.

 

 

"Com os testeste, tiramos aproximadamente 180 pessoas que poderiam transmitir Covid e, por terem sido testada, foram retiradas do evento.

Autor: Alexandre Henderson e Carlos Brito, Bom Dia Rio e g1 Rio

Fonte: g1.globo.com