Brasil

São Paulo tem 1.358 quedas de árvores somente em janeiro

02/02/2019 04h44
Capital sofreu efeitos do fenômeno El Ninho
São Paulo tem 1.358 quedas de árvores somente em janeiro

 A capital teve 1.358 quedas de árvore em janeiro deste ano, um número 67% superior ao que foi registrado em igual período do ano passado (811). Em média, foram registrados pela prefeitura, sob gestão Bruno Covas (PSDB), 43 tombamentos de árvore por dia.

Parte da explicação para o crescimento no número de quedas de árvore pode estar relacionada à chuva. Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), choveu mais em janeiro deste ano do que em janeiro de 2018. Foram registrados 244,3 mm nos primeiros 31 dias do ano passado, ante 305,9 mm agora. A pluviometria também ficou acima da média histórica para o mês, que é de 263,5 mm.

No ano passado, as queixas por falta de poda e remoção de árvores assumiram a liderança no ranking de reclamações feitas à Ouvidoria da Prefeitura de São Paulo. Foram 3.420 acionamentos, um aumento de 39,3% em relação a 2017, superando as solicitações relacionadas a buracos e pavimentação.

Resposta

A Secretaria Municipal das Subprefeituras, sob a gestão Bruno Covas (PSDB), afirma que, desde meados de 2018, todas as administrações regionais têm mais de uma equipe de poda e manejo de árvores (em média, são 65 equipes na capital). "O trabalho de poda é realizado em parceria com a concessionária Enel devido aos galhos em contato com a fiação elétrica", diz a pasta, em nota.

Segundo a secretaria, a subprefeitura da Sé trabalha ininterruptamente na remoção dos galhos e árvores na região, onde houve queda de 50 exemplares nos últimos temporais. A prefeitura afirma também que o ano passado foi regido por La Niña, que causa escassez de chuvas no Sul e Sudeste do país, diferentemente do que ocorre neste ano com o El Niño. 

Autor: Regiane Soares e William Cardoso

Fonte: agora.uol.com.br