Brasil

INSS cobra R$ 6,5 milhões da Vale por gasto com pensões

03/02/2019 06h32
INSS cobra R$ 6,5 milhões da Vale por gasto com pensões

A AGU (Advocacia-Geral da União) instaurou um procedimento para apurar e cobrar da Vale as despesas que o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) terá com o pagamento de benefícios previdenciários envolvendo vítimas do rompimento da barragem da Mina do Feijão, em Brumadinho (MG).

O procedimento poderá resultar em uma ação regressiva coletiva, a exemplo do que ocorreu após o desabamento da barragem de Mariana, em 2015.

Na ação de Mariana, a Advocacia-Geral cobra da empresa Samarco, controlada pela Vale, o pagamento de R$ 6,5 milhões relativos a pensões por morte concedidas para famílias de vítimas. O processo tramita na Vara Federal de Ponte Nova (MG) e ainda não foi julgado.

Resposta

A Vale informou, por meio de sua assessoria, que não foi notificada de nenhum processo por parte do INSS após o acidente com a Mina do Feijão. "A empresa vai arcar com todas as obrigações previdenciárias que forem devidas", disse, em nota.

Autor: Clayton Castelani

Fonte: agora.uol.com.br