Brasil

Antes e depois do desabamento da calçada em Joinville; FOTO

24/11/2021 07h12
Mais de 30 pessoas ficaram feridas após estrutura ceder durante evento de Natal na noite de segunda-feira.
Antes e depois do desabamento da calçada em Joinville; FOTO

O Instituto Geral de Perícias começou a analisar, na terça-feira (23), a área de calçada que desabou durante o espetáculo de abertura do Natal em Joinville, no Norte de Santa Catarina, na noite de segunda (22). Mais de 30 pessoas, entre elas 11 crianças, ficaram feridas durante a queda. Todas tiveram alta hospitalar.

O local onde houve o acidente fica em frente ao prédio da prefeitura (veja acima a montagem do antes e depois).

Investigação

 

Já na noite de segunda, Polícia Civil e Instituto Geral de Perícias realizaram a primeira análise no local. O trabalho que continuou durante todo o dia nesta terça. O objetivo é descobrir o que causou o desabamento.

 

"A estrutura se rompeu porque ela recebeu uma carga maior do que ela suportava. Agora qual o motivo de isso ter acontecido, se foi uma falha de projeto, ou de execução, ou de manutenção, isso ainda vai ser esclarecido no decorrer do processo", disse o gerente do IGP de Joinville, Alcides Ogliari Júnior.

 

O prazo para entrega da perícia técnica é de dez dias. A Polícia Civil solicitou dados para as secretarias municipais de Saúde e de Infraestrutura, para ter mais informações sobre as vítimas e apurar as responsabilidades pela estrutura que cedeu.

"Inicialmente, vislumbramos a possibilidade de lesões corporais leves e graves, mas dependemos de informação oficial para confirmar isso. E tem um tipo penal também específico relacionado ao desabamento, que também pode vir a ser considerado", afirmou a delegada regional no município, Tânia Harada.

Os bombeiros que atuaram no resgate das vítimas também fizeram vistorias. A prefeitura informou que vai decretar estado de emergência e que pretende alugar robôs para ajudarem na inspeção técnica das galerias de água da cidade. O desabamento ocorreu em um ponto de ligação entre uma dessas galerias e as obras do projeto de macrodrenagem do Centro.

Na terça, o prefeito Adriano Silva (Novo) se reuniu com secretários e vereadores para definir ações imediatas. "Os nossos técnicos do Seinfra [Secretaria de Infraestrutura] estão no local para fazer todo o levantamento e verificar os motivos desse rompimento", disse.

 

Acidente

 

O desabamento da calçada ocorreu por volta das 20h na Avenida Albano Schulz (Beira-rio). No momento em que houve o acidente, o público assistia a abertura da programação de Natal.

A estrutura cedeu e mais de 30 pessoas caíram em uma galeria fluvial. Segundo a prefeitura, o acidente ocorreu no ponto de intersecção entre as galerias antigas do Rio Mathias e as obras de implantação das comportas, que fazem parte do projeto de macrodrenagem.

O município também informou que a área onde a calçada cedeu não estava interditada e não era uma estrutura provisória.

Foram levados ao Hospital São José em Joinville 22 adultos. Outras 11 crianças foram para o Hospital Infantil Dr. Jeser Amarante, na mesma cidade. Todos tiveram alta, conforme informou a prefeitura em nota às 6h35 de terça.

Calçada cede em Joinville — Foto: Reprodução/ TV Globo

A prefeitura determinou que profissionais da Secretaria da Saúde entrem em contato com todas as famílias oferecendo apoio médico e psicológico, inclusive com atualização dos calendários vacinais, já que o rio onde as pessoas caíram é poluído.

Por questão de segurança, a prefeitura informou que a avenida no sentido Sul-Norte permanecerá interditada e não há previsão de reabertura.

Local onde calçada cedeu em Joinville é interditado — Foto: Reprodução/ NSC TV

Autor: Joana Caldas, g1 SC e NSC TV

Fonte: g1.globo.com