Blogs

Witizel; de Oficial da Marinha a Juiz e Governador expulso do cargo.

30/04/2021 21h27
Com um currículo de 2º Tenente da Marinha do Brasil, ex-juiz federal, advogado e evangélico quem poderia desconfiar?
Witizel; de Oficial da Marinha a Juiz e Governador expulso do cargo.

Não podemos escrever que o povo às vezes tenta. Tenta sim. Se não vejamos.

O Rio de Janeiro havia passado por uma turbulência sem igual, uma sequência de ex-governadores presos como nunca visto no Brasil, Garotinho, Rosinha garotinho, Sergio Cabral e Pezão. Algo inigualável e que por razões óbvias trouxeram as consequências por meio das urnas. Escolha de Wilson Witizel para governador.

Um 2º Tenente da Marinha do Brasil, Advogado e ex-magistrado, evangélico, quase a perfeição se comparado aos demais colegas de corrupção. Ninguém haveria de imaginar que com um currículo desse o Rio de Janeiro enveredasse novamente pelos moinhos da corrupção.

Quem vê currículo não vê coração. E o Rio de Janeiro mais uma vez adentrou em um moinho de ventos com uma velocidade abismal, pois o ex-governador não demorou pouco mais que dois anos para sofrer o Impeachment com “direito” à suspensão dos seus direitos políticos.

Votação em andamento, mas com efeito conclusivo já demonstrado. Veja a lista:

Mais um voto pela condenação de Witzel por crime de responsabilidade, desta vez da desembargadora Teresa de Andrade Castro Neves vota neste momento. 6 a 0.

Desembargadora Teresa de Andrade Castro Neves vota neste momento.

 

Deputado Chico Machado acompanha o voto do relator. 5x 0       

 

Deputado Chico Machado (PSD) começa a votar.

 

Desembargador Fernando Foch vota pelo impeachment de Witzel: 4 x 0.

 

Vota o desembargador Fernando Foch de Lemos Arigony da Silva.

 

Deputado Carlos Macedo vota pela condenação de Wilson Witzel: 3 x 0.

 

Desembargador José Carlos Maldonado vota pela condenação de Witzel: 2 x 0.

Relator deputado Waldeck Carneiro do processo de impeachment de Witzel vota pela condenação por crime de responsabilidade, com perda do cargo e inelegibilidade por 5 anos. 1 x 0.

Com tal resultado, fica impossibilitado de reverter a decisão e o Impeachment será concluído apenas com os demais votantes.

Autor: Raul Rodrigues

Fonte: correiodopovo-al.com.br