Blogs

Os ERROS crônicos sobre os impeachments no Brasil.

20/07/2021 16h03
Os sistemas políticos, Presidencialismo e Democrático, nada têm de ruim. Ruins mesmo são os nossos representantes.
Os ERROS crônicos sobre os impeachments no Brasil.

Já li, assisti e ouvi declarações de reconhecimentos públicos de que os impeachments ocorridos no Brasil – Collor e Dilma – foram sem comprovação de fatos concretos de corrupção – roubo, formação de quadrilhas, peculato, improbidade administrativa –, praticadas pelos ex-presidentes citados.

Collor foi reconhecidamente dito pelo Supremo Tribunal Federal – STF – que sobre seus ombros apenas havia a compra de uma Fiat Elba que, nem Ramalho era, e com dinheiro de Caixa 2. Motivação para impeachment ZERO!

Dilma Rousseff por conta de umas “PEDALADAS FISCAIS” defendidas por “brilhante advogado” dos interesses do congresso nacional, sem um provimento de provas que justificassem o impeachment, fato até reconhecido pelo atual presidente da câmara federal – Casa do Julgamento – deputado federal Arthur Lira do PP de Alagoas.

Amadurecendo a cada passo da vida dos brasileiros, pode se chegar à conclusão que não temos um sistema político ruim. Temos sim, péssimos parlamentares que sugam dos cofres públicos todo e qualquer dinheiro dos impostos pagos pelo povo brasileiro. se não se consegue sugar, impeachment neles.

 

Portanto, mesmo tendo uma parcela do povo brasileiro conhecimento de que corrupção sempre existiu em todos os governos – os que sofreram impeachments ou não – Collor, FHC, Lula e Dilma, presidentes eleitos pelo povo, sabe-se hoje que impeachment é apenas e tão somente uma peça teatral tal qual as dos tribunais de júri espalhados pelo país a fora, e que farão parte dos anais da nossa história como os que melhores atuaram – sem impeachment – e os que se exaltaram sendo postos para fora do Palácio do Planalto, onde se acolhe até o final dos mandatos aos impuros, porém cautos quanto às negociações com os governos de coalizão. 

Autor: Raul Rodrigues

Fonte: correiodopovo-al.com.br