Blogs

O que dissemos em 2014, repetimos ainda mais forte. Técnico do Brasil só de FORA!

29/11/2021 19h00
Nosso futebol empobreceu, encolheu e o que resta são raríssimas exceções
O que dissemos em 2014, repetimos ainda mais forte. Técnico do Brasil só de FORA!

Exatamente em 2014, ano da Copa do Mundo no Brasil, dissemos dentro da Loja Sport Gol do nosso amigo Juquinha que técnico da Seleção Brasileira de Futebol já deveria ser Pepe Gauardiola ou Mourinho.

Não o fizemos e tomamos de 7 X 1 da Alemanha. Vexame total.

Estamos em 2021 e desde 2019 que os times campeões do Brasileirão são treinados por técnicos estrangeiros. Jorge Jesus do Flamengo em 2019, e Abel Ferreira do Palmeiras Bicampeão, 2020 e 2021.

Tite: Brasil 1 X 2 Bélgica         Murici: Santos 0 X 4 Barcelona   Felipão: Brasil 1 X 7 Alemanha

Não somos um comentarista diário do futebol por decepções seguidas que nos tiraram aquele elã em acompanhar a um time ou ao futebol brasileiro. Os dois níveis do futebol estão paupérrimos.

Os times brasileiros que não conseguem galgar o patamar dos times europeus têm os atletas que ficam por aqui por mera falta de capacidade técnica e de habilidade para encantar o melhor mundo futebolístico entre Paris, Alemanha, Espanha, Itália onde o craque joga não apenas se joga.

Deyverson do Palmeiras cai até com tapinha nas costas dado pelo árbitro da partida simulando uma agressão dos colegas. Ridículo, mas não foi punido. E deveria ser advertido para uma próxima simulação lhe custar cartão por tentar ao árbitro ao erro.

Preciso escrever alguma coisa?

No quesito técnico, estamos em época de seca após a extinção do habito de ler para aprender. O Brasil não tem mais um técnico de nível mundial e para se chegar ao ápice de uma Copa Mundo também não temos atletas condicionados a jogar do começo ao fim da partida. Temos malabaristas de saltos mortais e até especialistas em pancadas não recebidas. Basta assistir a uma partida de futebol para se verificar o descrito.

O tempo de bola rolando no Brasil é sempre menor que um tempo de 45 minutos dos 90 jogados.

Se os fatos e as comprovações não servem, que continuemos com os Tites da vida no comando técnico, os Deyversons caindo mais do que corre, e os Neymars que a França já tentou expulsar por mais de uma vez em sendo um dos maiores salários do mundo do futebol.

 

Dos atletas que estão fora do Brasil fazendo sucesso tente lembrar-se de cinco?

 

Autor: Raul Rodrigues

Fonte: correiodopovo-al.com.br