Blogs

CNN comanda mais de 24 horas campanha dos EUA sobre o 11 de Setembro. Para quê?

12/09/2021 19h36
O mundo viu nas últimas 24 horas o choro dos que perderam entes queridos, enquanto que no Afeganistão o Talibã comemorava a volta ao governo.
CNN comanda mais de 24 horas campanha dos EUA sobre o 11 de Setembro. Para quê?

É óbvio, ululante e inquestionável que o governo Joe Biden, Presidente dos Estados Unidos, precisa retirar dos ombros o peso da decisão em retirar os norte-americanos do Afeganistão depois de vinte anos de duro combate para matar um homem: Osama Bin Laden. O que custou trilhões de Dólares ao país e aos aliados de sempre.

A decisão da retirada foi assumida pelo ex-presidente Donald Trump e cumprida pelo atual chefe de estado Joe Biden. Salientando que começou a Guerra foi um Republicano e quem acabou foi um Democrata. É a repetição de todos os fatos das guerras dos EUA.

 

 

A entrega de U$ 85 milhões de Dólares em armamentos aos Talibãs também fica na conta de Joe Biden, proporcionando uma verdadeira e imperiosa necessidade de massificar ao mundo que os Estados Unidos – leia-se Biden – não tinham alternativa para buscar a paz entre os países em guerra, não importando o desastre humanitário que recairá por sobre o povo afegão que emprestou a sua solidariedade á invasão os Estado Unidos naquele país. Os aliados serão caçados e mortos.

 Também ecoa e não muito bem para o resto do mundo que hoje o Talibã é um povo armado com um potencial bélico acima dos 86% dos demais países do mundo. Com poder de fogo inclusive para um duro enfrentamento com o próprio exército norte-americano. E isto é um risco sem precedentes.

 

Para então fechar a cortina aberta para o mundo de que os Talibãs representam hoje um país vitorioso contra o próprio EUA e aliados, tanto que fizeram o enterro simbólico das bandeiras dos EUA e de países aliados, a CNN, rede de televisão norte-americana teve o papel de massificar o Dia do 11 de Setembro como sendo a forma de contagiar as pessoas contra o atentado que derrubou as Torres Gêmeas. Com que finalidade? Para não se comentar o rastro de miséria que será a nova governadoria do Talibã sobre mulheres e crianças, homens e jovens do Afeganistão, agora sem a proteção dos norte-americanos.

Um barril de pólvora encoberto pelas emoções dos sofrido povo de todas as partes do mundo que viram um desumano ataque sobre o Pentágono, as Torres Gêmeas e/ou o Capitólio ou a Casa Branca.

A pergunta que se faz é: valeu a pena o ataque ao Talibã? Que se saiba os Talibãs estão é ainda mais forte.

Tapou-se um furo e abriu-se uma cratera. 

Autor: Raul Rodrigues

Fonte: correiodopovo-al.com.br