Blogs

Bolso do brasileiro está mais raso, mas população permanece calada.

27/08/2021 14h17
Os ilusionistas da política estão conseguindo manter os seus interesses em dia enquanto a boiada passa.
Bolso do brasileiro está mais raso, mas população permanece calada.

Não se trata mais de uma dúvida que a inflação está carcomendo os salários da classe trabalhadora no país por encontro de contas entre receitas e despesas. A lista de aumentos dentro dos itens de primeira necessidade já é alarmante se considerados pela realidade da vida de todos nós.

Alimentos batendo recordes e alguns itens como a carne fazendo parte d o esquecimento com substituições por vários outros alimentos. Hortifrútis sendo fonte de pesquisas todos os dias por valores instáveis por conta das intempéries – seca ou geada – culminando na produção reduzida o que transforma os preços em mais caros.

Os combustíveis furando os limites puxando consigo o gás de cozinha o que termina por inflacionar a tudo. Remédios – o que também não podemos deixar de comprar – ignorando quaisquer das razões econômicas sendo supervalorizados, pois “salvam vidas” e ninguém pode deixar de comprá-los.

A conta de energia quase dobrando de valores por conta das bandeiras, escassez de água nos reservatórios, e mesmo onde as chuvas estão perenes, as tarifas são cobradas do mesmo jeito. E todo mundo calado. Alguns poucos ainda falam quando entrevistados pelas redes de televisão em supermercados.

Estamos ganhando o mesmo e pagando tudo mais caro. Mas Bolsonaro e o STF só falam de gato e rato. “Eu vou pegar você!”. “Quem lhe pega sou eu!”.

 

Assim estamos caminhando para mais um buraco negro da nossa mal fadada política. 

Autor: Raul Rodrigues

Fonte: correiodopovo-al.com.br