Blogs

A face oculta de um “sindicalista” ativista político cuja máscara cai

14/05/2022 09h58
Presidente está muito mal assessorado e andando em pântano
A face oculta de um “sindicalista” ativista político cuja máscara cai

Evidenciamos estes fatos por serem reais, verdadeiros e correlatos a uma sequência lógica e ininterrupta. O presidente do Sindspem de Penedo-AL, não se contém e esbraveja quando não se sente parte do processo político.

E isto é péssimo para quem o escolheu para conduzir ao sindicato, o sindicalismo e não ao ativismo político como mostram os fatos.

Primeiro gerou um indicativo de greve de 48 horas, e que somente durou 24 maus fadadas horas. Foi suspenso quando tão logo viu a fraca adesão dos servidores filiados e os erros que cometeu tentando negociar gratificações, e até cargos junto ao executivo se dizendo parte dos pedidos como cidadão comum. Muito embora os três pedidos tenham sido feitos para o Sindspem. Se não vejam:

1 – Uma gratificação para quem trabalha com o presidente em sindicato.

2 – A cessão de uma servidora pública da saúde para prestar serviços ao sindicato no período da tarde.

3 – A cessão de um servidor do sindicato para que fosse agregado ao município.

Tudo enfim, era direcionado ao sindicato.

Também percebeu que a sua permanência enquanto presidente do sindicato percebendo gratificações – o que imperiosamente é vetado – é outra gravíssima transgressão à lei sindical e estatuto do próprio Sindspem, tentando ser justificado o fato por desvio de função de origem, o que incorre em outra transgressão ao estatuto.

As consequências virão.

E por fim, quando demonstra toda a sua insatisfação por não está ladeando ao senhor prefeito quando dos anúncios do Rateio do Fundeb, e o aumento dos servidores públicos, revirando-se contra o gestor municipal que agraciou à educação com 20% de aumento, e que não se trata apenas de reposição salarial, enquanto o próprio presidente do Sindspem disse em entrevista ao Penedo Real, ser proposta do sindicato em comum decisão da assembleia, um aumento de 15%.

Não entendemos mesmo as várias faces do presidente de um sindicato que somente será, e se tornará forte novamente, quando entender que forte é quando resolve os anseios da categoria junto ao governo, e não quando faz birra e se isola ainda mais de quem pode ser o seu maior parceiro.

 

Sindicato que se isola leva consigo a classe trabalhadora para as dores do mundo.

Veja aqui a "indignação e frustração de quem não é parceiro de um gestor diferenciado. 

Este é o segundo maior aumento de servidores do estado de Alagoas.

Autor: Raul Rodrigues

Fonte: correiodopovo-al.com.br