Alagoas

Refeição com pedaço de ferro é servida para acompanhantes de pacientes do HGE, em Maceió

14/09/2021 16h56
Caso foi registrado nessa segunda-feira (13) no maior hospital público do estado. HGE informou que não constatou irregularidades, mas não deu mais esclarecimentos sobre fornecimento da alimentação.
Refeição com pedaço de ferro é servida para acompanhantes de pacientes do HGE, em Maceió

Acompanhantes de pacientes do Hospital Geral do Estado (HGE), em Maceió, denunciaram ao G1 que um almoço com um pedaço de ferro foi servido para eles na última segunda-feira (13) no maior hospital público de Alagoas. Os denunciantes, que preferiram não se identificar, divulgaram imagem da marmita.

"Nessa comida [servida pelo hospital para acompanhantes de pacientes] já veio de tudo: asa de barata, cabelo e agora esse pedaço de ferro. Essa foto foi da comida de uma colega que está no mesmo quarto que eu, na ala da pediatria. O pedaço de ferro estava misturado na marmita do almoço, quando a mãe mordeu, sentiu [o objeto]", disse uma das pessoas que fizeram as denúncias.

As pessoas que encontraram o pedaço de ferro na comida contaram que decidiram divulgar a foto porque estão indignadas com essa situação e anteriores, sempre relacionadas a refeições servidas no hospital.

“[Sentimos] indignação pois estamos aqui porque precisamos. O que servem para a gente parece lavagem. A gente reclamou no hospital, mas eles só levaram a marmita e não fizeram nada. As mães aqui se não tiverem dinheiro, ficam com fome. Quando comemos é a pulso porque não temos opções. Muitos não conseguem comer nem a pulso. Aqui as crianças e mães sofrem juntas, e ainda nem uma comida digna tem”, disse uma denunciante.

O HGE informou que averiguou a denúncia e não constatou irregularidades, mas até a última atualização desta matéria, não havia respondido a outros questionamentos do G1 sobre o fornecimento das refeições. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informou que tenta contato com o HGE.

Segundo o HGE, por causa de denúncias anteriores, a empresa terceirizada que fornecia as refeições ao hospital foi substituída e a nova assumiu as funções no dia 1º deste mês.

Um dos acompanhantes denunciou também a qualidade das refeições servidas para crianças internadas no hospital.

“Meu filho tem diabetes. Até a comida das crianças vem toda errada. Meu filho com diabetes só piora por conta da alimentação. E os médicos nada podem fazer. Eu já estou saindo do hospital hoje, pois aqui não tem condições do meu filho melhorar. Já fomos no serviço social e na ouvidoria, mas nada resolveu”, contou.

“Estamos aqui porque precisamos. Passamos dias aqui. Além do sofrimento dos nossos parentes, ainda passamos fome”, disse uma mãe de paciente.

Autor: Jamerson Soares*

Fonte: g1.globo.com