Alagoas

Mais de 6,2 mil mamografias foram realizadas em Maceió de janeiro a julho de 2021

19/10/2021 18h05
Em 2020, segundo o instituto, foram realizadas no país 2.572.236 mamografias no SUS, sendo 300.447 mamografias diagnósticas
Mais de 6,2 mil mamografias foram realizadas em Maceió de janeiro a julho de 2021

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostram que no ano passado foram realizadas em Alagoas 33,1 mil mamografias (32,1 mil de rastreamento e 927 diagnósticas) pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Esse tipo de exame ajuda a detectar o câncer de mama ainda na fase inicial da doença. Em Maceió, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ocorreram 6.243 de janeiro a julho de 2021.

Ainda segundo a SMS, em todo ano de 2020 foram 11,4 mil exames de rastreamento na capital e 15,9 mil em 2019. Os procedimentos foram realizados na rede pública e nos prestadores de serviço contratualizados pela Prefeitura de Maceió.

 

O INCA detalha que a produção de mamografia no SUS engloba a de rastreamento, indicada para as mulheres de 50 a 69 anos sem sinais e sintomas de câncer de mama (a cada dois anos) e a diagnóstica (indicada para avaliar lesões mamárias suspeitas em qualquer idade, também em homens).

 

No Brasil, em 2020, segundo o instituto, foram realizadas 2.572.236 mamografias no SUS, sendo 300.447 mamografias diagnósticas, 536,2 mil ocorreram no Nordeste. Em relação as mamografias de rastreamento, foram 2.271.789. Houve queda de 41% no ano de 2020, em consequência da pandemia da Covid-19, de acordo com dados do INCA.

 

A importância da realização da mamografia é ainda mais reforçada este mês, quando é celebrado o Outubro Rosa, movimento internacional de conscientização para a detecção do câncer de mama, que é o tipo que mais acomete mulheres em todo o mundo e, no Brasil, foram estimados 66.280 casos novos em 2021, com um risco estimado de 61,61 casos a cada 100 mil mulheres.

Autor: Regina Carvalho

Fonte: gazetaweb.globo.com