Alagoas

Em reunião com empresários, secretário da Saúde de Alagoas prevê retomada de grandes eventos a partir de outubro

20/09/2021 17h31
Retorno gradual deve começar com capacidade reduzida a 50%, aumentando para 80% em novembro e 100% em dezembro.
Em reunião com empresários, secretário da Saúde de Alagoas prevê retomada de grandes eventos a partir de outubro

O secretário de Estado da Saúde, Alexandres Ayres, anunciou que os grandes eventos em Alagoas serão retomados a partir do mês de outubro. O gestor divulgou a novidade em reunião na tarde desta segunda-feira (20) com empresários do setor, que apresentaram o protocolo de retomada das atividades.

Após ler o documento e conversar com os empresários, o secretário disse que o Estado vai autorizar a retomada gradual de eventos com vendas de ingressos. A capacidade de público deve ser ampliada de acordo com a proximidade com o fim do ano: 50% da capacidade no mês de outubro, 80% no mês de novembro e 100% da capacidade de público no mês de dezembro. Ayres disse que a fiscalização das regras adotadas nos eventos caberá aos municípios.

Alexandre Ayres disse que vai conversar com técnicos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) antes de oficializar a liberação dos grandes eventos. Ele contou também que o próximo decreto estadual de emergência deve trazer a autorização para os eventos.

No início da reunião, o diretor regional da Associação Brasileira de Promotores de Eventos (Abrape), Sérgio Feitosa, disse que a proposta dos empresários é de que o setor retome as atividades a partir do mês de outubro, seguindo os protocolos sanitários contra a Covid-19, inclusive, exigindo que o público esteja vacinado.

"A nossa proposta inicial é de que nos eventos seja exigido o passaporte de imunização. A gente apoia que seja obrigatório [público vacinado contra a Covid-19]", afirmou Sérgio Feitosa.

"A proposta é que a gente chegue com um escalonamento. À medida que vá atingido um índice de vacinação no estado, a gente vá avançando também com o número de público. Inicialmente a gente pensa que o retorno dos eventos tem que ser gradual e também ser segmentado", disse o representante da regional em Alagoas da Abrape.

Segundo o atual decreto estadual de emergência, eventos sociais, corporativos e celebrações no estado estão autorizados, mas somente aqueles sem venda de ingressos e que sejam limitados a 100 pessoas (ao ar livre) ou a 50 pessoas (em locais fechados). Os empresários do setor querem o retorno de eventos com venda de ingressos, que são os que eles promovem.

Para justificar o pedido de autorização, o setor apresentou dados que mostram melhoras nos indicadores da pandemia em Alagoas: capacidade do sistema de saúde e evolução da pandemia.

O secretário de saúde disse aos empresários que é necessário levar em conta não somente a vacinação para a liberação de eventos, já que sem medidas restritivas, o estado pode voltar a registrar aumento nos indicadores da pandemia, mesmo com a maior parte da população vacinada contra a Covid-19.

"A discussão daqui da gente é muito mais ampla do que somente vacina. Vacinar é um beleza, mas a Covid não é só isso. Não dá para a gente apostar todas as nossas fichas na vacinação, na antecipação da segunda dose ou seja qual for a estratégia, porque lá em dezembro, se precisar de leito, quem vai ter é o estado", disse Ayres.

Autor:

Fonte: g1.globo.com