Alagoas

Bebeto coloca em xeque resultado de medidas restritivas; governista reage e culpa Bolsonaro

10/06/2021 20h13
Governo de Alagoas deve anunciar novo decreto nesta quinta-feira (10)
Bebeto coloca em xeque resultado de medidas restritivas; governista reage e culpa Bolsonaro

A sessão ordinária da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) desta quinta-feira (10) foi marcada, mais uma vez, pela divergência de pensamentos entre o deputado Cabo Bebeto e Ronaldo Medeiros (MDB). Diante das medidas restritivas fixadas pelo governo de Alagoas, Cabo Bebeto avaliou que as ações adotadas no estado não têm trazido resultado, já que, segundo ele, há aumento de casos de Covid-19, além da superlotação na UTI. Medeiros rebateu e disse que o quadro atual é resultado do negacionismo de Bolsonaro.

De acordo com Cabo Bebeto, as medidas fixadas pelo governo de Alagoas não estão surtindo efeito no combate à Covid. Porém, segundo ele, tem afetado drasticamente os comerciantes que têm fechado estabelecimentos e demitindo trabalhadores. Para o parlamentar, é fundamental que o Poder Executivo tenha bom senso e prudência na adoção de novas medidas restritivas. Há a previsão que um novo decreto seja divulgado nesta quinta-feira pelo estado.

“Aqui, em Alagoas, são proibidos eventos, festas, ir à praia, entre outras restrições. Mas as medidas não estão dando certo. Fale-se agora em um novo decreto. Por que os números não baixam? Há algo errado nas medidas restritivas. É importante ter coerência, bom senso e equilíbrio a todos”, apelou Bebeto durante a sessão ordinária desta quinta-feira.

Em resposta ao colega de parlamento, o deputado Ronaldo Medeiros (MDB) saiu em defesa do governo de Alagoas e atacou a postura do presidente Jair Bolsonaro. Na visão do integrante da base governista, o negacionismo patrocinado pelo governo federal é o maior responsável. “Caso tivesse comprado vacinas no lugar de cloroquina, a realidade em nosso país seria outra. Vários países já estão retornando à normalidade”, disse Medeiros.

Autor: Jonathas Maresia

Fonte: gazetaweb.globo.com