Alagoas

143 menores privados de liberdade tiveram Covid-19 em AL, aponta CNJ

16/09/2021 18h07
Ainda segundo levantamento do Conselho Nacional de Justiça, não há registro de mortes
143 menores privados de liberdade tiveram Covid-19 em AL, aponta CNJ

Alagoas registrou 143 casos de Covid-19 entre os adolescentes privados de liberdade em Unidades de Internação. Os dados são do relatório do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Não há registro de mortes. Com relação aos vacinados, 160 adolescentes foram vacinados com a 1ª dose e 140 jovens adultos, de 18 a 21 anos, também receberam a primeira dose. A soma dos vacinados, segundo a Secretaria De Prevenção a Violência (Seprev), não dá o total de adolescentes que estão hoje nas unidades. Isso porque, após a vacinação, já foram desligados do sistema.

Ao longo da última quinzena, o CNJ registrou um incremento na vacinação; de 1.540 para 2.933 o total de adolescentes e jovens com até 21 anos que receberam a primeira dose da imunização contra a Covid-19 no Brasil, o que corresponde a 11,3% do total de jovens em privação de liberdade.

O crescimento reflete a chegada dessa faixa etária à campanha nacional de vacinação. A imunização de adolescentes privados de liberdade foi determinada pela Lei nº 14.124, de julho de 2021, que incluiu esse segmento no grupo prioritário do Plano de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

SERVIDORES

Com relação aos servidores dessas Unidades, foram registrados 141 casos confirmados, 201 descartados, 02 suspeitos, 137 recuperados e 03 óbitos. Com relação a vacina, as unidades estão com 100% vacinados.

Autor: Clariza Santos

Fonte: gazetaweb.globo.com