Quem se sente acima esconde o que tem por baixo

Quais as grandezas de um bom órgão de imprensa?

Na arte da política ACM sempre disse: trate bem a boa imprensa; a ruim descarte.

29/06/2018 por Por Raul Rodrigues
O CPA é o mais forte em política.

Um meio de comunicação somente se torna grande quando reúne características que os pequenos não têm. Grande(s) escritor(es), fundamentação dos escritos ou ditos, respeito a todos sem omitir méritos, acertos e erros seja de quem for, e ter o perfil de ser entendido pelos leitores ou ouvintes. Desse conjunto fatores chega-se ao sucesso.

Não se fará imprensa grande sem que haja a coragem e o discernimento de emitir opiniões sobre todos e com isenção na escrita ou na fala. Esses são valores que nem todos possuem. E isto faz toda a diferença.

Saber escrever é um dom. e quando natural melhor ainda. Fabrica-se oradores, já escritores é bem mais difícil.

E de onde vem a fundamentação? Do conhecimento dos fatos por ser presente aos mesmos, ou fazer uma plena varredura dos escritos sobre os fatos para encontrar o equilíbrio de todas as opiniões escritas. Mas bom mesmo é ter estado presente aos fatos, e por vezes o escritor é até figura indesejável a quem não simpatiza com o cheiro de liberdade que o mesmo tem.

E como opinar com acertos? Analisando os fatos sem a presença da emoção que o interligue aos escritos descritos. Chama-se de frieza de análise. Não se tenta agradar a todos nem tão pouco ser avesso de todos. Sempre manteremos nossas afinidades com as pessoas. Saber narrar é um bom começo, ser fiel ao ocorrido é outro bom passo, e não se permitir representar o desejo ou pensamento de outrem. Não se deve ser replica ou imagem de ninguém. Construa a sua própria personalidade e mantenha-se no perfil.

Quando desagradamos a alguns medíocres agradamos a maioria. Mesmo sem ser a busca pelo senso comum. O bom senso é que vem a formar novas opiniões. Saber ouvir é outra qualidade imprescindível ao bom escritor ou redator. E todo bom redator se transforma com o tempo em escritor. Basta se fazer juntar os escritos.

Por fim, depurar informações é outra base fundamental para se chegar ao suprassumo sobre qualquer assunto. Manter opiniões é alicerce para a excelente construção do meio de comunicação. Pode-se elogiar até ao inimigo sem se perder a distância do reconhecimento para a subserviência. Afinal nenhum ser humano é de todo ruim.

E para se construir algo novo basta se destacar os erros ancestrais de quem se auto define como acima dos outros.


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: quais as grandezas de um bom órgão de imprensa?