Liga Europa de Futebol

Lar, doce lar: Griezmann brilha "em casa" e dá o terceiro título de Liga Europa ao Atleti

Nascido perto de Lyon, francês decide com dois gols e é o nome de decisão que faz o Olympique de Marselha amargar seu terceiro vice no torneio continental

16/05/2018 por Redação

Em Lyon diante de um adversário francês, coube a um jogador da "casa" decidir a Liga Europa para... um time espanhol. Griezmann foi o grande nome da vitória do Atlético de Madrid por 3 a 0 sobre o Olympique, nesta quarta-feira, que valeu o terceiro título da competição continental para os colchoneros. Nascido nos arredores de Lyon, o atacante da seleção francesa marcou dois gols e ainda colaborou de forma decisiva para Gabi fechar a conta. O time de Marselha não foi páreo para o Atleti e amargou seu terceiro vice na Europa League.

SOBERANIA ESPANHOLA
Enquanto os franceses seguem sem uma grande conquista neste século, os espanhóis mantêm seu domínio total na Europa. Desde 2014, times do país ibéricos venceram todas as competições continentais possíveis, com exceção do título do Manchester United na Liga Europa no ano passado. Foram 18 títulos de 28 possíveis ao longo dos últimos 10 anos (que podem virar 20 em 30 se o Real levar a Liga dos Campeões). 

SOBERANIA ESPANHOLA (2)
A Espanha amplia sua vantagem em número de títulos de Liga Europa. São 11 contra 9 da Itália, 8 da Inglaterra, 6 da Alemanha... a França segue sem nenhum. Desses 11, o Sevilla, maior campeão do torneio, levantou a taça 5 vezes. O Atlético é, ao lado de Juventus, Inter de Milão e Liverpool, o segundo time que mais venceu a competição - todos com 3  conquistas.

OS 90 MINUTOS
Com mais posse de bola (54%), o Olympique foi melhor apenas nos 20 primeiros minutos e teve lá suas chances. Só que, aos 20, Anguissa errou na saída de bola e entregou o ouro para Griezmann abrir o placar (foto). O primeiro tempo seguiu arrastado, mas o Atleti voltou com tudo do intervalo. Não à toa que o francês balançou as redes pela segunda vez logo aos três minutos da etapa final. Poderia ter feito mais na sequência. De qualquer forma, teve bela participação ao lançar para Diego Costa no lance que fechou a conta no placar, após Gabi deixar o seu aos 43.

PAYET PREOCUPA
O camisa 10 era dúvida devido a um incômodo muscular, mas a condição dele evoluiu, e o próprio jogador afirmou estar "bem melhor" e otimista para a final. Até que, aos 32 minutos de jogo, voltou a sentir e deixou o gramado chorando para dar lugar a Maxime Lopez. Para piorar, o técnico Didier Deschamps convoca a França para a Copa nesta quinta-feira e, a menos de um mês para o Mundial, o capitão do Olympique preocupa.

EM BUSCA DA CHAMPIONS
Único time francês com um título internacional de relevância, a Liga dos Campeões 1992–93, o time de Marselha tem, ao menos, um consolo para o restante da temporada. Como já se classificou para a Champions pelo Campeonato Espanhol, o Atleti abre uma vaga na fase de grupos na próxima edição da competição continental para o terceiro colocado do Francês, que está entre Olympique e Lyon.


Fonte: GloboEsporte.com

Tags: lar - doce lar: griezmann brilha "em casa" e dá o terceiro título de liga europa ao atleti

Galeria de fotos