2018 em Alagoas: novos tempos para velhas raposas

Por vácuo político, campanhas já começaram, menos para governador.

Vitória dos Renans é quase inevitável.

29/04/2018 por Por Raul Rodrigues

Pelo efeito causado pelas investigações da Operação Lava Jato, que devastou “imunidades eleitorais” de várias figuras do poder em Brasília, e por osmose contaminando a algumas candidaturas para deputado estadual em Alagoas, quem disser ou escrever que campanha ainda não começou é cometer erro de interpretação.

Para governador a disputa está definida: adversário de Renan Filho será um Bobo da Corte! Logo a campanha – leia-se eleição – já terminou.

Para senador, com apoio de mais de 90% dos prefeitos alagoanos, os Renans tendem para uma vitória impositiva, salvando Calheiros, deixando uma disputa desigual para Maurício Quintella ao enfrentar Biu de Lira, que mesmo bichado pela justiça, não se pode negar o tamanho da sua influência com ações de Emendas Parlamentares e uso da Codevasf – 5ª SR – que teve sua área de atuação ampliada nos municípios fazendo mais votos. Da oposição apenas alvos para os arqueiros e suas flechas.

Na disputa para a câmara federal, depois de taturanas livres para concorrerem, deve aumentar número de tentativas de reeleição. Quando antes seis haviam prenunciado desistências, agora, quem sabe novo repensar traga novidades. “Eu disse, mas desdigo”!

Para os novos pleiteantes ao cargo da câmara baixa em Brasília, alguns nomes serão apenas e tão somente figurantes. São nomes escolhidos para conter outras candidaturas. Mesmo que as “candidaturas tenham falhado”. Todavia, nomes novos com caixa alto deve trazer “oxigênio” para eleitores ainda viciados a perderem os seus direitos em troca de cinquenta reais. Renovação passará dos 60%.

E para deputado estadual, a corrida já se encontra em franca expansão entre novos nomes e velhas raposas que tentarão se manter com poder dos Taturanas, Sururugate, e Cia&Ltda., comportamento consuetudinário na ALE, cuja Casa de Leis deve renovar mais mandatos que renovar, entretanto com maior e melhor qualidade dos novatos.  

 


Fonte: correiodopovo-al.com.br

Tags: por vácuo político - campanhas já começaram - menos para governador.