Suspeito de matar Fernando Iggnácio

Policial suspeito de matar Fernando Iggnácio responde por atrasos e faltas ao serviço na PM do RJ

Cabo Rodrigo Silva das Neves foi preso nesta terça (12), na Bahia.

13/01/2021 por Redação Marco Antônio Martins e Henrique Coelho

Apontado como responsável de ser um dos assassinos do contraventor Fernando Iggnácio, em novembro de 2020, o cabo da Polícia Militar do RJ Rodrigo Silva das Neves é visto como de péssimo comportamento na corporação, com acúmulo de faltas e atrasos.

O policial foi preso, nesta terça-feira (12), em uma pousada em Canavieiras, na Bahia.

A ação para prendê-lo foi coordenada pela Divisão de Homicídios do RJ que fez campana, monitorou e prendeu o PM com o auxílio da polícia baiana.

Das Neves, como é chamado, tinha mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal da Capital pela morte do contraventor Fernando Iggnácio.

Desde 20 de novembro, o cabo não comparece ao 5º BPM (Harmonia), onde dava plantão em uma cabine no Centro do Rio.

Pelo Código Penal Militar, a ausência do local de trabalho por mais de oito dias configura crime de deserção, e pode resultar na expulsão do PM da instituição.

Na ficha disciplinar do PM há atrasos e faltas aos plantões. No dia em que Fernando Iggnácio foi assassinado, em 10 de novembro, o Boletim Interno da PM publicou que o policial era reincidente no "mau comportamento".

Das Neves responde a Conselho de Revisão Disciplinar que pode resultar em sua expulsão da PM.

No dia 18 de dezembro de 2020, a Polícia Civil do Rio de Janeiro divulgou que tinha identificado quatro suspeitos de envolvimento na morte do contraventor e que um deles era Rodrigo.

A polícia também investiga se o cabo foi segurança da escola de samba de Mocidade de Padre Miguel, na Zona Oeste da cidade.

Grupo monitorado
De acordo com o diretor do Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa, Roberto Cardoso, a Delegacia de Homicídios da Capital já monitorava Das Neves desde sua fuga.

“Estamos monitorando os quatro. Os outros três estão foragidos juntos e o Rodrigo fugiu sozinho. A gente acionou a polícia da Bahia, ajudando com informações e passamos para ele a foto do foragido e o mandado de prisão, e conseguimos efetuar o mandado de prisão”, explicou.

Cardoso afirmou que a polícia sabe que Das Neves estava no carro utilizado para levar os criminosos até o local onde Fernando Iggnácio foi assassinado.

O papel de Rodrigo no crime, no entanto, ainda não foi esclarecido. “A gente não sabe ainda detalhadamente qual foi a participação de cada um”, disse o diretor, negando ainda a participação de Rodrigo em alguma milícia, como foi dito pela Polícia Civil da Bahia.

Segundo Cardoso, é prematuro indicar quem contratou os quatro suspeitos do crime. “É um passo de cada vez. Vamos ver o que a gente consegue obter com a prisão dele, depois com a prisão dos outros, a investigação vai caminhando, e a gente vai obtendo essas informações”, finalizou.

 


Fonte: g1.globo.com

Tags: policial suspeito de matar fernando iggnácio responde por atrasos e faltas ao serviço na pm do rj

Galeria de fotos