Coronavírus em AL

Alagoas registra tendência de alta de casos de Covid-19 em quase todas as regiões, aponta pesquisa

Litoral Norte e Piranhas estão entre locais com aumento de casos da doença. Maceió concentrou a maioria.

13/01/2021 por Redação

O número de casos confirmados de Covid-19 aumentou em quase todas as regiões de Alagoas na primeira Semana Epidemiológica de 2021, que foi de 3 a 10 de janeiro. A análise está no relatório divulgado nesta terça-feira (12) pelo Observatório Alagoano de Políticas Públicas para o Enfrentamento da Covid-19, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal).

Entre os locais com alta no número de infectados estão dois destinos turísticos, o município de Piranhas e o Litoral Norte do estado.

"Apesar de Maceió ter registrado a maioria dos casos, observamos aumento de casos em quase todas as regiões do estado na primeira semana epidemiológica de 2021. Além de Maceió e Arapiraca, que apresentaram as maiores incidências de casos para cada 100 mil habitantes (149 e 142, respectivamente), a 10 ª região de saúde, região do Alto Sertão apresentou um significante aumento de casos, registrando 73 casos para cada 100 mil habitantes", explicou o coordenador do Observatório, Gabriel Bádue.

O coordenador explicou que o município de Piranhas faz parte da 10 ª região de saúde. Além desse destino turístico, o Litoral Norte também apresentou aumento de casos confirmados.

De 3 a 10 de janeiro, Alagoas registrou 2.748 casos e 51 mortes por Covid-19. Comparando os dados com os da semana anterior, o aumento de casos foi de 23% e o de óbitos, de 6%.

Maceió e Arapiraca continuaram apresentando tendência de alta de casos.

Além de ter registrado a maioria dos casos da semana, a capital também concentrou mais de 50% dos óbitos por Covid-19 no estado.

Os membros do Observatório voltaram a chamar atenção para o problema na testagem no estado.

"À título de mensuração do impacto desse problema, mantida a proproção de 56% de casos positivos entre os exames RT-PCR divulgados pelo Lacen na 1ª SE [Semana Epidemiológica], teríamos quase cinco mil casos a mais dos que os notificados neste período. Assim, teríamos ultrapassado a maior incidência de casos registrada em uma SE desde o início da pandemia em Alagoas,que ocorreu na 25ª SE, quando foram notificados 6.811 casos", diz um trecho da pesquisa.

Os pesquisadores alertam para a necessidade de manutenção de medidas contra o novo coronavírus como o uso de máscara tampando o nariz e a boca, a higienização frequente das mãos e de superfícies e o distanciamento social.

"Considerando que uma situação segura só será alcançada por meio da imunidade coletiva, atingida unicamente na presença de uma robusta campanha de vacinação, lembramos que as medidas amplamente divulgadas nos últimos meses pelas autoridades sanitárias continuam sendo essenciais para o restabelecimento do controle da transmissão do novo Coronavírus. E importante frizar que, para além da redução do número de pessoas com Covid-19 e de vidas perdidas, ainda não se sabe a extensão das sequelas provocadas pela infecção pelo novo coronavírus", dizem em um trecho do relatório.

 


Fonte: g1.globo.com

Tags: alagoas registra tendência de alta de casos de covid-19 em quase todas as regiões - aponta pesquisa