Coronavírus

Alagoas registra alta de casos de Covid-19 em quase todas as regiões, aponta pesquisa

Litoral Norte e Piranhas estão entre locais com aumento de casos da doença

13/01/2021 por Gabi Flores

O relatório divulgado nesta terça-feira (12) pelo Observatório Alagoano de Políticas Públicas para o Enfrentamento da Covid-19, da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), mostra que o número de casos confirmados de Covid-19 aumentou em quase todas as regiões de Alagoas na primeira Semana Epidemiológica de 2021, que foi de 3 a 10 de janeiro.

"Apesar de Maceió ter registrado a maioria dos casos, observamos aumento de casos em quase todas as regiões do estado na primeira semana epidemiológica de 2021. Além de Maceió e Arapiraca, que apresentaram as maiores incidências de casos para cada 100 mil habitantes (149 e 142, respectivamente), a 10ª região de saúde, região do Alto Sertão apresentou um significante aumento de casos, registrando 73 casos para cada 100 mil habitantes", explicou.

O coordenador do Observatório, Gabriel Bádue, disse que entre os locais com alta no número de infectados estão dois destinos turísticos. O município de Piranhas faz parte da 10ª região de saúde. Além desse destino turístico, o Litoral Norte também apresentou aumento de casos confirmados.

De 3 a 10 de janeiro, Alagoas registrou 2.748 casos e 51 mortes por Covid-19. Comparando os dados com os da semana anterior, o aumento de casos foi de 23% e o de óbitos, de 6%. Maceió e Arapiraca continuaram apresentando tendência de alta de casos.

Os membros do Observatório voltaram a chamar atenção para o problema na testagem no estado. "À título de mensuração do impacto desse problema, mantida a proproção de 56% de casos positivos entre os exames RT-PCR divulgados pelo Lacen na 1ª SE [Semana Epidemiológica], teríamos quase cinco mil casos a mais dos que os notificados neste período. Assim, teríamos ultrapassado a maior incidência de casos registrada em uma SE desde o início da pandemia em Alagoas,que ocorreu na 25ª SE, quando foram notificados 6.811 casos", diz um trecho da pesquisa.

Os pesquisadores alertam para a necessidade de manutenção de medidas contra o novo coronavírus como o uso de máscara tampando o nariz e a boca, a higienização frequente das mãos e de superfícies e o distanciamento social.


Fonte: correiodopovo-al

Tags: coronavirus - covid-19 - pandemia - alagoas