Meta para reduzir desmatamento

Mourão apresenta a europeus meta de reduzir desmatamento na Amazônia em 50% até 2023

Vice-presidente reuniu-se com embaixadores que enviaram carta criticando derrubada da floresta

24/10/2020 por Redação Daniel Gullino

BRASÍLIA — O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta sexta-feira que apresentou, em uma reunião com representantes de oito países europeus, a meta de reduzir em até 50% o desmatamento na Amazônia.

— A meta de redução, nós apresentados para eles, até chegar em 2023 com menos da metade que nós temos hoje de desmatamento, na faixa dos 4 mil quilômetros quadrados, que seriam aqueles números melhores que nós tivemos naquela década passada — disse Mourão, após a reunião.

Questionado sobre se esse objetivo era possível, o vice-presidente respondeu:

— Nós temos que fazer o impossível para que isso aconteça.

Entre agosto de 2018 e julho de 2019 o desmatamento nos nove estados da Amazônia Legal atingiu uma área de 10.129 km², de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Foi o maior índice de área desflorestada desde o intervalo entre agosto de 2007 e julho de 2008, quando foram derrubados 12.911 km² de floresta.

Mourão reuniu-se nesta quinta-feira com embaixadores e outros representantes do grupo de oito países que mandou uma carta, em setembro, pedindo para que o tome "ações reais" para combater o crescente desmatamento da Floresta Amazônica. O vice-presidente também comanda o Conselho da Amazônia.

A carta por assinada por Alemanha, Bélgica, Dinamarca, França, Itália, Holanda, Noruega e Reino Unido. França e Reino Unido foram representados na reunião por encarregados de negócios, e os demais países foram representados pelos seus embaixadores no Brasil.

Os ministros Tereza Cristina (Agricultura) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores) também participaram do encontro. O ministro Ricardo Salles (Meio Ambiente) não participou porque estava em uma audiência pública no Supremo Tribunal Federal , também sobre a Amazônia.

— Todos os embaixadores foram unânimes em dizer que foi muito bom, porque o diálogo foi aberto, que eles consideram que nós estamos avançando com relação às políticas que são colocadas para a Amazônia, que eles consideram que em termos de desmatamento e combate a ilegalidades o governo está agindo. Agora, precisa apresentar melhores resultados — relatou Mourão.

O vice-presidente também afirmou que convidou os embaixadores para conhecer a Amazônia. A viagem já está marcada para o início de novembro, mas os países ainda estão confirmando suas presenças.


Fonte: oglobo.globo.com

Tags: mourão apresenta a europeus meta de reduzir desmatamento na amazônia em 50% até 2023