COMBATE

Jéssica Bate-Estaca nocauteia Katlyn Chookagian e desafia Valentina Shevchenko pelo título

Brasileira, que se tornou a primeira lutadora a atuar em três categorias de peso (galo, palha e mosca) na história do UFC, vence americana número um do ranking peso-mosca

18/10/2020 por Redação Combate.com

Na sua estreia no peso-mosca, que colocou Jéssica Bate-Estaca na história como a primeira lutadora a atuar em três categorias no UFC, a brasileira mostrou que pode ser uma grande ameaça às componentes dessa categoria. Com um gancho de direita no fígado, a paranaense nocauteou a americana Katlyn Chookagian, número um do ranking, aos 4m55s do primeiro round, posicionando-se já no topo da divisão.

- Estou me sentindo muito feliz. Quando lutamos com alegria e felicidade, não tem preço. Agora sou a número um do peso-mosca e quero ter a oportunidade de lutar contra a Valentina. A gente treinou muito isso no vestiário. O mestre me disse para atacar o corpo, porque ela teria perdido muito peso e estaria desgastada, e foi o que aconteceu. A estratégia foi montada no vestiário e funcionou - disse a brasileira após a luta.

A luta começou com a brasileira encurtando rapidamente a distância buscando golpear e pressionar a americana na grade. Mostrando força, Jéssica levou a luta para o chão, e tentou aplicar um bate-estaca defendido por Chookagian, que buscou uma tentativa de chave de braço, sem sucesso.

A brasileira voltou a lutar de pé, e via a rival evitar a sua aproximação com chutes na linha de cintura. No minuto final, Bate-Estaca ergueu Chookagian e a derrubou no chão. A americana levantou-se, após a luta voltar para a grade, a brasileira acertou um belo gancho no fígado da rival, que sentiu e

Cláudio Hannibal perde invencibilidade para James Krause
Invicto nas cinco lutas que havia feito no UFC até este sábado, o peso-meio-médio brasileiro Cláudio Hannibal não conseguiu manter a sua invencibilidade no evento diante do americano James Krause. Com uma trocação pouco ortodoxa, o brasileiro não conseguiu usar seu jiu-jítsu diante do rival, que foi apontado como o vencedor por decisão unânime dos juízes (triplo 30-27).

A luta começou com Krause buscando a trocação nos primeiros momentos da luta, desferindo chutes, que foram devolvidos por Hannibal. O brasileiro tentava se aproximar, mas era afastado pelo americano, que aproveitava a afobação de Hannibal no ataque para acertar bons golpes. Na metade do round, o brasileiro conseguiu se aproximar e levar a luta para o chão junto à grade. Krause se defendeu bem, conseguindo se afastar. O brasileiro conseguiu acertar alguns golpes sem contundência no americano, mas terminou o round sendo golpeado junto à grade.

No segundo round, o brasileiro mantinha o estilo pouco cuidadoso na defesa ao buscar os golpes na trocação, e o americano aproveitava para conectar jabs que mantinham Hannibal à distância, dificultando a sua estratégia de se aproximar para buscar a luta de chão. O americano se movimentava melhor, e evitava todas as tentativas de derrubada do brasileiro, que conectou alguns golpes na base do desespero nos segundos finais.

No terceiro e último round, em desvantagem na luta, Hannibal buscou os chutes nas pernas, e incomodou Krause, que se desequilibrou duas vezes. Aparentando cansaço, o brasileiro buscava golpear e já não tentava mais levar a luta para o chão. Já Krause mostrava mais qualidade na trocação, mantendo Hannibal à distância até o fim da luta.

Thomas Almeida volta com derrota para Jonathan Martinez
Afastado há quase três anos do octógono, o brasileiro Thomas Almeida tentou, mas não conseguiu superar o peso-pena americano Jonathan Martinez na luta de abertura do card principal do evento deste sábado. Com uma atuação corajosa, mas nitidamente sem ritmo de luta, o brasileiro foi vencido por decisão unânime dos juízes (triplo 30-27).

A luta começou com Martinez desferindo chutes altos, que eram defendidos por Thomas Almeida. O brasileiro tentava contragolpear, mas o adversário mostrava boa velocidade nos golpes, mas não se movimentava muito, enquanto o Almeida não se mostrava tão agressivo quanto nas suas lutas anteriores. O brasileiro tentava encurtar a distância para golpear, mas era recebido com jabs de encontro por parte do americano, o que atrapalhava os seus ataques. Martinez terminou o primeiro round acertando alguns golpes em Thominhas, que claramente sentia a falta de ritmo de luta.

Thomas Almeida retornou tentando ser mais agressivo e variar os golpes no segundo round, mas não mostrava a mesma velocidade de antes, o que facilitava a defesa de Jonathan Martinez, que tinha espaço para desferir os chutes altos e os cruzados. O americano acertou uma joelhada alta, mas recebeu um direto na sequência, perdendo o equilíbrio, mas levantando-se imediatamente. Os dois lutadores trocaram golpes sem muita contundência até o intervalo.

No terceiro e último round, sabendo que precisaria nocautear ou finalizar para vencer, já que havia ficado em desvantagem nos dois rounds iniciais, Almeida aumentou o seu ritmo de luta, mas foi pego em um contra-ataque do americano com um direto de esquerda, ficando abalado mas se recuperando rapidamente. O brasileiro tentava atacar, mas não tinha a velocidade para surpreender Martinez, que esquivava bem. Thominhas ainda tentou uma derrubada no fim da luta, mas não conseguiu levar o americano para o chão.

Jimmy Crute demole Modestas Bukauskas
Com uma atuação sólida, o peso-meio-pesado australiano Jimmy Crute não tomou conhecimento do estreante Modestas Bukauskas no card principal do evento deste sábado. Mostrando muita força na trocação, Crute nocauteou o "Guerreiro do Báltico" aos 2m01s do primeiro round. Após a luta, Crute desafiou o ucraniano Nikita Krylov.

Agressivo desde o começo da luta, Jimmy Crute impôs seu estilo a Modestas Bukauskas com uma boa variação de chutes e socos. Em uma desatenção do lituano, o australiano encaixou um cruzado de direita que derrubou Bukauskas. O lituano ainda se levantou, mas uma sequência de três golpes seguidos pôs fim à luta.

Confira todos os resultados do evento:

CARD PRINCIPAL
Brian Ortega venceu Chan Sung Jung por decisão unânime (triplo 50-45)
Jéssica Bate-Estaca venceu Katlyn Chookagian por nocaute técnico aos 4m55s do R1
Jimmy Crute venceu Modestas Bukauskas por nocaute aos 2m01s do R1
James Krause venceu Cláudio Hannibal por decisão unânime (triplo 30-27)
Jonathan Martinez venceu Thomas Almeida por decisão unânime (triplo 30-27)
CARD PRELIMINAR
Guram Kutateladze venceu Mateusz Gamrot por decisão dividida (29-28, 28-29 e 29-28)
Gillian Robertson venceu Poliana Botelho por decisão unânime (29-28, 29-27 e 29-27)
Jun Yong Park venceu John Phillips por decisão unânime (triplo 30-25)
Fares Ziam venceu Jamie Mullarkey por decisão unânime (triplo 29-28)
Maxim Grishin venceu Gadzhimurad Antigulov por nocaute técnico aos 4m58s do R2
Said Nurmagomedov venceu Mark Striegl por nocaute técnico aos 51s do R1


Fonte: globoesporte.globo.com

Tags: jéssica bate-estaca nocauteia katlyn chookagian e desafia valentina shevchenko pelo título

Galeria de fotos