Mulher que matou marido em legítima defesa

Mulher que matou companheiro com faca peixeira em AL agiu em legítima defesa, conclui delegado

Caso aconteceu na cidade de Murici. Segundo a polícia, investigada, de 18 anos, estava sendo espancada com cabo de vassoura pelo companheiro, de 17 anos, quando reagiu.

23/09/2020 por Redação

O delegado Igor Diego concluiu as investigações sobre o caso de uma mulher investigada pela morte do seu companheiro com um golpe de faca peixeira no peito, em Murici, na Zona da Mata de Alagoas. Para a Polícia Civil, ela agiu em legítima defesa porque estava sendo espancada. A informação foi divulgada na manhã desta terça-feira (22).

De acordo com o delegado, o caso ocorreu no dia 6 de setembro. O inquérito aponta que a investigada, de 18 anos, estava sendo agredida pelo companheiro com um cabo de vassoura, quando reagiu e o esfaqueou. Ele não resistiu ao ferimento e morreu no local.

Após o crime, a mulher saiu correndo com a faca na mão e foi se entregar na Delegacia de Murici.

“A mulher tem 18 anos de idade, seu companheiro tinha 17 e fazia dois anos que eles estavam morando juntos, tendo uma filha de 10 meses. O homem começou a agredi-la com golpes de cabo de vassoura e a atingiu na região do braço e da cabeça. Ela, diante das agressões que estava sofrendo, sacou uma faca peixeira que tinha na cintura e desferiu um golpe na região do peito do agressor”, disse o delegado.

O delegado também informou que, segundo as investigações, a mulher matou seu companheiro em legítima defesa.

“O Estado tem que ter o cuidado de não deixar impune um criminoso, bem como de não responsabilizar uma pessoa que agiu em legítima defesa”, concluiu Igor Diego.
A Polícia Civil vai encaminhar o inquérito policial ao Ministério Público e à Justiça de Alagoas.


Fonte: g1.globo.com

Tags: mulher que matou companheiro com faca peixeira em al agiu em legítima defesa - conclui delegado